A rapidinha mais gostosa que já dei

Conto enviado por: Tom

Meu nome é Tom, tenho 43 anos, casado a 8 e conheci, durante o trajeto do trabalho, uma morena maravilhosa. Com um corpo perfeito, 43 anos, daquelas que não tem como não olhar. Alta, cabelos lisos, pretos, pernas maravilhosas e uma bunda deliciosa. Apesar de ambos sermos casados, conseguimos “fugir” algumas vezes e fazermos sexo muito gostoso e com muita sacanagem em motéis. Mas foi na casa dela que eu dei a melhor rapidinha da minha vida. Eu tinha ido de manhã cedo ao médico e ao pegar o trem para o trabalho, liguei para saber se ela estava em casa e se eu poderia passar lá. Ela disse que sim. Desci do trem e levei não mais que 10 min prá chegar ao portão e vi que o carro do marido dela não estava. Apertei a campainha e lá veio aquela morena deliciosa que eu já tinha comido várias vezes.

 

Com uma blusinha preta bem justinha, realçando os seios, uma leg cinza e salto alto. Aliás é o tipo de roupa que ela adora usar, bem justa, marcando bem o corpo. Entrei e só a janela da cozinha estava aberta, o resto da casa estava fechada. No corredor para a sala e os quartos ficava o banheiro, ela entrou e eu arrisquei: tirei o pau, já duro, prá fora e perguntei se ela queria. Ela ficou assustada e me disse que eu era louco. E se ele chegar? Pergunta ela. Ele vai demorar, eu disse. Mas se eu fosse tu, aproveitava logo. Ela não se fez de rogada e começou uma chupada bem gostosa. Que boca. Chupa antes que o corninho chegue, eu disse. Tu não quer me comer? Perguntou. É claro que sim minha puta gostosa. Ela me diz então: vem aqui no sofá, que se ele chegar eu vejo. Ela se apoiou no braço do sofá e me virou aquele rabo delicioso. Baixei sua leg justinha e puxei e calcinha pro lado. Passei o pau duro na xaninha, que logo ficou molhadinha. Ela disse: enfia esse caralho de uma vez… Foi o que fiz. Enterrei o pau naquela bucetinha gulosa que adora engolir uma pica dura. Ela gemeu e disse que era muito bom ser comida daquele jeito, dentro da própria casa e por outro macho. Comecei a bombar com mais vontade naquela xotinha e dizia: puta, mexe no pau do teu comedor. Eu te disse que iria te comer no teu sofá. No sofá que o corninho te deu. Ela gemia e pedia mais. Até que dei uma gozada bem gostosa e enchi a bucetinha dela de porra. Como eu já tinha feito outras vezes. Mas essa foi especial. Nos recompomos, tomei uma água e disse que eu precisava ir trabalhar. Nos beijamos ardorosamente e ela me acompanhou até o portão. Fui embora feliz. Quando estava no trem, ela me enviou uma mensagem pelo celular me dizendo que eu era louco, pois logo que saí o corno chegou. Respondi que eu era louco sim, mas por ela e que eu queria repetir a dose. Dias atrás ela me mandou uma mensagem dizendo que estava com saudade e com vontade de fazer aquela “loucura” de novo. Respondi que só faria se ela ficasse de quatro prá mim mas NA CAMA DELA. Ela me disse: então vem logo que eu to sozinha.

3 Comentários para “A rapidinha mais gostosa que já dei”

  1. Taynan Says:
    Homem q casa com mulher muito gostosa só pode ser corno mesmo! :)
  2. gudes Says:
    na moral que ate eu que sou bobo uma mulher com uma bunda desta to dentro toda hora ainda mais eu que adoro uma bonda gostosa mando meus 19 cm e groso gostoso pra dentro ainda mais se for de quatro que delicia
  3. mirella Says:
    oi linda se tu esta fodendo com esse gato não é melhor ir pra um motel ,e da próxima vez de seu cuzinho bem gostoso pra ele ai sim tu vai ser uma mulher completa …mas não deixa de também de foder seu marido bem gostoso , as rapidinhas passam logo tá linda …

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing