Contos Verídicos no Face
Disque Sexo
Disque Sexo
Categorias

Camila, Jéssica e Eu

Disque sexo

Bom, meu nome � Ana, tenho 16 anos. Mas qdo tinha 13 anos aconteceu uma coisa muito louca comigo. Bem… Meus pais s�o separados e moro com minha m�e e irm� mais velha (na �poca com 16 anos) que j� trabalhava, assim como minha m�e. Como estudava a tarde e este hor�rio as duas estavam no servi�o eu cabulei aula com duas amigas e fui pra casa com elas. Camila (14 anos) tinha o cabelo castanho claro e ondulado e j� tinha ficado com metade da escola e transado com alguns deles. Apesar de ter apenas 14 anos parecia ter uns 17,18 devido ao bund�o e as coxas grossas, embora tenha seios pequenos. J�ssica (13 anos) � como eu, um pouco t�mida e s� tinha ficado com um garoto da nossa sala (Carlinhos) e eu fico com o Pedro. Jessiquinha � bem magrinha, cinturinha bem fininha e quase n�o tem seios. Bem, sempre com id�ias erradas a Camila sugeriu uma garrafa de vinho. Compramos num mercadinho e fomos pra casa assistir TV. Depois de uns 40 minutos n�o tinha mais vinho e est�vamos bebinhas. Eu sentado num sof� e a Camila e a J�ssica no outro. A� come�aram a jurar amor eterno: Te adoro amiga Eu tb, jura q vai ser minha amiga pra sempre? Juro! N�o quero nunca deixar de ser sua amiga!. A� davam beijos no rosto. At� q (+ ou -) no d�cimo beijo a J�ssica beijou sem querer o cantinho da boca da Camila, q safada retribuiu com um selinho. A J�ssica retribuiu, a Camila retribuiu e de selinho em selinho ela acabaram dando um puta beijo de l�ngua. N�o acreditei. Elas estavam se beijando na minha casa, na minha frente como se fosse a coisa mais natural do mundo. Ficaram muito tempo se beijando. A� a Camila come�ou a passar a m�o no min�sculo peito da J�ssica q n�o falou nada. Est�vamos J�ssica e eu de uniforme da escola (cal�a e camiseta) e a Camila de camiseta da escola e saia. A Camila colocou a m�o por baixo da camisa da J�ssica q estava sem suti�. Eu estava vendo minhas 2 amigas se beijando e a Camila com a m�o no peitinho da J�ssica por baixo da camiseta e simplesmente faziam de conta q eu n�o estava ali. N�o satisfeita, Camila tirou a m�o debaixo da blusa e atacou a xaninha da J�ssica por fora de cal�a, q por sua vez se assustou e pediu pra ela parar e j� foi levantando do sof�. Mas a Camila pegou-a pelo bra�o: Deixe de besteira J�ssica, n�o tava gostoso e ningu�m vai saber, s� t� n�s tr�s aki . O que vc acha Aninha? . E eu respondi: N�o sei de nada, se vcs querem se beijar, pode ficar a� q eu vou ficar assistindo TV . E a Camila retrucou: N�o vai n�o. Vamos curtir n�s tr�s . Camila, se vc quer ficar com a J�ssica � problema seu e dela retruquei. Mas ela insistiu: Aninha, a gente s� t� se divertindo, o q tem de mal nisso? E ningu�m vai saber. Vem c�, vem . Fui at� ela e fiquei s� olhando. Camila pegou a J�ssica de novo e deu-lhe o beijo mais gostoso q eu vi duas pessoas darem. Logo depois ela virou e deu-me um beijo. Foi estranho, o beijo dela era gostoso, mas era outra menina q eu beijava, n�o conseguia sentir tes�o, mas queria mais. Agora vcs duas . Ent�o J�ssica veio e nos beijamos. Enquanto beijava J�ssica, senti a m�o da Camila pegando nos meus seios e ela fazia o mesmo nos peitinhos da J�ssica. Ent�o Camila tirou a camiseta ficando de saia e suti�. E pediu para fazermos o mesmo. C�o j� estava bebinha eu tirei minha camiseta e a J�ssica relutou. N�o, n�o � certo! . Ent�o a Camila ficou brava: Porra, J�ssica, vc n�o t� gostando, ent�o pq n�o � certo. O q a gente t� fazendo demais? S� pq bebemos e estamos nos beijando. E da�? Se vc n�o quiser pode ir embora, s� n�o abre a boca pra ningu�m . Logo depois q a Camila terminou de falar ela tirou a camiseta, deixando a mostra um peitinho pequenino, com biquinho rosadinho, lindo e duro q nem pedra. A� a Camila n�o resistiu e caiu de boca. N�o acreditei, apesar de entrar na dan�a e ter tirado a camisa, achei q ia ficar apenas nas car�cias com as m�os. Mas n�o, a Camila caiu de boca e a J�ssica fechou os olhos e fez uma puta cara de tes�o. Ent�o entrei na zoeira de vez, agarrei os peitinhos da Camila e comecei a acaricia-los, logo depois tirando seu sitia e deixando a mostra um belo peito (apesar de pequenos). Os biquinhos eram marronzinhos e num �mpeto de loucura, coloquei a boca. Chupei e chupei gostoso. Pronto, a merda tava feita, n�o tinha mais como voltar atr�s. Camila tirou meu suti� e j� est�vamos as 3 de peitinhos de fora. Apesar de pequenos, os da Camila ainda eram os maiores, depois os meus e os da Jessiquinha os menores (mesmo pq quase n�o existiam). Ficamos trocando beijos, car�cias e chupadas por uns minutos at� q a Camila colocou, de novo, a m�o na xaninha da J�, q assustada de novo deu um pulinho no sof�. Mas a Camila persistiu e come�ou a alisar. Percebia-se q a J� ficou incomodada com a nova car�cia da Camila q acabou mudando de acariciada. Qdo ela tocou a minha xaninha tamb�m dei um pulinho, mas abri as pernas e deixei ela acariciar. Logo, minha m�o tb estava na sua xana, s� q como ela estava de saia, peguei logo na calcinha q estava molhada. Imaginei q a minha devia estar no mesmo estado. A safada da Camila virou pra J�ssica e disse: T� vendo, vc n�o via morrer . E atolou a m�o de novo na xana da menina. Como a J� n�o ofereceu resist�ncia a Camila foi logo tirando a cal�a dela. A� eu enlouqueci. Ver aquela calcinha de algod�o branquinha toda molhadinha, coladinha na xana da J�ssica. De t�o molhada ficou t�o transparente q dava at� pra ver os pelinhos dela. A Camila ficou t�o excitada qto eu e arrancou com certa viol�ncia a calcinha dela. A xaninha da J�ssica era linda. Pequena, com poucos p�los s� no p�bis (a xaninha era peladinha), com l�bios fininhos. A� eu arranquei a saia da Camila e logo arranquei sua calcinha. A xana da Camila era bem diferente da xana da J�. A Ca tinha p�los do p�bis at� o anus, com a xaninha todinha coberta de p�los grossos (ao contrario da J�ssica, q os poucos q tinha eram bem fininhos e lisinhos), e com os l�bios bem grossos, era uma xana verdadeiramente gorda. Ent�o, Camila me deixou nua tb. Est�vamos as 3, nuas, molhadas e loucas pra fazer besteira . A Camila sentou no ch�o e abriu as pernas da J� q continuou sentada no sof�. Eu sentei do lado da J� e ficamos beijando-nos. A Camila chupava a xaninha da J� e com a m�o direita enfiava o dedo na minha xana q n�o era mais virgem, pois tinha transado com meu cunhado ver meu outro conto). A J�ssica q nunca tinha sido tocada na xana logo gozou, enquanto eu acariciava seus peitos e beijava-a. A� a Camila trocou de xana e come�ou a me chupar: Vem J�, vem q vou te ensinar a chupar bem gostoso . Logo as duas revezavam na minha xana, ora a Camila, ora a J�ssica me chupava. Gozei, gozei feito uma louca e pulei em cima da Camila, precisava chupar aquele bucet�o, s� assim pra definir uma xana t�o grande e gorda. Ca� de boca, enquanto ela trocava car�cias com a J�ssica deitadas no ch�o. Mas a Camila n�o gozava e a J�ssica quis chupa-la tb. Qdo a J�ssica ficou de 4 pra chupar a xana da Camila, pude ver seu cuzinho e sua xaninha e ataquei. Ca� de boca na xaninha dela, ora alterando pro anus. Lambia muito enquanto ela lambia a Camila que n�o demorou a gozar. A partir da� virou putaria total. Uma chupava a xana da outra, enfiava o dedo na xana, no cu, chupava o cu da outra e virou uma loucura total. Eu gozei umas 3x e a J�ssica ent�o, umas 4. Foi muito bom. Depois nos vestimos e elas foram embora. No dia seguinte e J�ssica fingiu q nada tinha acontecido e qdo a Camila tocou no assunto ela desconversou. Decidimos ent�o n�o contar pra ningu�m, nem nunca mais fazer. Beijos Ana Kaynts

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing