Contos Verídicos no Face
Publicidade
Produtos Originais
Categorias

Comendo o cuzinho da amiga da minha namorada

Disque sexo

Olá a todos. Sou assíduo freqüentador deste site a aproximadamente 5 anos. Adoro ler os contos, me divirto muito com alguns onde sempre existe uma pessoa “ anormal “ com dotes de 25 / 30 cm.
Bem, descrevo-me: Me chamo Paulo, sou uma pessoa normal, com 1,82 mt, cabelos castanho claros, pernas grossas, um pouquinho acima do peso ( como disse sou normal ) e com um dote de 17 cm e grosso. Após muito relutar em escrever, resolvi começar a contar sobre algumas aventuras vividas em meus 35 anos de vida. Hoje sou casado, bem casado, mas sou extremamente viciado em sexo. Amo minha esposa, mão de meus filhos, porém não consigo ficar sem uma aventura. Adoro minhas transas fora do casamento.

 

Este relato ocorreu antes de meu atual relacionamento. Esta história se passa com uma ex-namorada.
Na época tínhamos 21 anos eu e ela com apenas 18 anos. Éramos noivos e irei chamá-la de Raquel, uma bela garota de pele branca, 1,70 mt, estilo falsa magra, com seios deliciosamente macios e uma bunda linda ( depois eu escrevo como viciei ela em sexo anal ) trabalhava em uma empresa de merchandising haviam pelo menos 3 anos e foi quando ela precisava de uma assistente e foi contratada a Vanessa. Uma morena de pele e cabelos longos, quase na cintura e que era uma tentação: 1,75, magra, seios pequenos, uma cintura muito fina e uma bunda maravilhosa !!!!! Depois de algum tempo, fizemos amizade e começamos a sair os quatro ( eu, Raquel, Vanessa e o namorado ). Várias vezes enquanto transava com a Raquel, a colocava de quatro e ao comer seu cuzinho delicioso, imaginava como seria comer o cuzinho da Vanessa.
Bem, vamos ao que interessa: em uma determinada data teríamos um feriadão prolongado de 04 dias e a Vanessa nos convidou para passar estes dias no apto de seus pais na Praia Grande. Viajamos na sexta-feira à noite, chegamos no local, nos acomodamos no apto.e resolvemos sair para jantar. Na volta, o tesão falou mais alto e comi a Raquel deliciosamente, gozando em seu cuzinho como ela tanto gostava. E ela gritava muito, tanto que até acho que nos ouviram no outro quarto.
No dia seguinte, o sol estava lindo e fomos os para a praia, porém o namorado da Vanessa não nos acompanhou pois iria visitar alguns parentes que moravam no litoral e só retornaria à noite. Eu estava de bermuda e sem camisa e as garotas com uma canga em torno do corpo.
Chegamos na praia e que visão maravilhosa eu tive ao ver a Vanessa tirar a canga: um biquíni minúsculo todo enfiado na sua bunda. Que visão… fiquei de pau duro na hora !!! Tanto que fui para a água me acalmar.
Passaram-se algumas horas e, como adoro cozinhar, resolvi voltar ao apartamento para preparar o almoço. Pouco após chegar ao apartamento, percebi a porta se abrindo e, para minha surpresa, era a Vanessa. Me disse que não estava se sentindo muito bem, com uma leve dor de cabeça e por isso resolveu voltar. A Raquel havia dito que ficaria mais um pouco para aproveitar o dia.
Fui para a cozinha preparar o almoço, mas um pensamento não me saía da cabeça: como seria ótimo comer aquele cuzinho maravilhoso que havia visto mais cedo. Estava entretido na cozinha quando ouvi a Vanessa me chamando e pedindo ajuda.
Ao chegar no banheiro, a porta estava entreaberta e me deparei com a visão de tudo o que havia imaginado: a Vanessa toda nua, de costas, com aquela bunda linda virada para a porta. Disfarcei e disse: “ quer a toalha ? “.
Foi quando ela me diz: preciso de sua ajuda aqui… nem pensei duas vezes e fui logo entrando no Box, ela se vira e me segurando diz: hoje eu quero que você faça comigo exatamente o que vc fez ontem a noite com a Raquel.
Fiquei com um misto de surpresa e excitação. Perguntei: “ o que eu fiz com ela ??” E a Vanessa me diz: “ eu sei que você comeu o cuzinho dela ontem e quero que você tire o cabacinho do meu cuzinho hoje !!! Ela me contou que você come sempre o cuzinho dela e que ela adora. Também quero !! “.
Nem preciso dizer que meu pau nesta hora ficou mais duro que pedra. Foi então que nos beijamos, Um beijo delicioso, quente e cheio de tesão.
Fomos para o quarto e a deitei na cama, a beijei novamente e a Vanessa totalmente nua me deixava com um tesão louco, morrendo de vontade de fuder aquele cuzinho virgem e deixá-la toda arrombada.
Passei a beijar seu pescoço e comecei a mamar aqueles peitos pequenos e macios e com um biquinho lindo e durinho, denunciando todo o seu tesão. Desci beijando sua barriga e cheguei à sua virilha, beijando e lambendo devagar, ela se contorcia de tesão e sua bucetinha, lisinha sem nenhum pelo exalava um cheiro que me enfeitiçava. Foi então que eu não resisti mais e passei a beijar os lábios de sua buceta, contornando-a sem encostar em seu grelinho que à esta altura estava duro como se fosse um pequeno pênis. De repente sinto sua mão em minha nuca, me direcionando à sua buceta ensopada e me pedindo: “ me chupa gostoso, vai, chupa essa buceta que eu to morrendo de tesão…. chupaaaaa !! “. Não me fiz de rogado e comecei a chupar aquele buceta que de tanto tesão, escorria pelas suas coxas e me deixava maluco. Chupei gostoso aquela buceta, beijava seu grelinho e o segurava entre meus lábios enquanto enfiava um dedo em sua buceta. Aumentei o ritmo e senti Vanessa tremer e gritar alto… Ela estava gozando… que delicia de gozo… engoli tudinho e ela deixou meu cavanhaque todo ensopado com seu suco. Aproveitei e continuei a chupar sua xoxota, porém agora descia até seu cuzinho, que piscava a cada contato de minha língua. Comecei a chupar e lamber seu cuzinho e molhei um dedo em sua buceta ensopada e comecei a colocar em seu cuzinho que piscou, se retraiu mas logo depois ela relaxou e coloquei um dedinho e senti aquele buraquinho se retraindo e apertando meu dedo. Como é bom sentir os músculos se retraindo e depois relaxando… segui assim até colocar outro dedo e continuava a chupar sua buceta. A esta altura, Vanessa já falava palavras sem nexo e me pedia para comê-la, foi quando senti seu corpo tremendo novamente e ela gozou mais uma vez em minha boca. Eu já não me agüentava de tesão e me levantei, fui para perto de sua boca e ela entendendo o que eu queria me abaixou a bermuda e meu pau saltou para fora, quase acertando seu rosto. Ela acariciou, passou a mão e me disse: vem aqui que vou te retribuir o prazer que me deu e me fez uma das melhores chupetas que já recebi em minha vida. Chupava e engolia meu pau todo com uma maestria que parecia uma mulher muito experiente, apesar de seus 19 anos. Ora chupava a cabeça, ora descia por todo o pau, chupava minhas bolas. Que delícia de boquete. Eu estava quase gozando, foi quando puxei a Vanessa para um longo e delicioso beijo. Me sentei na beirada da cama e ela veio se sentando em meu colo, devagar e lentamente. Continuávamos a nos beijar intensamente foi quando senti sua buceta quente engolindo meu pau, devagar, primeiro foi entrando a cabeça do meu pau… que buceta quente e ensopada…. uma delícia. Logo em seguida ela se sentou de uma vez enfiando de uma vez só meu pau, fui à loucura com aquela buceta gostosa. Vanessa começou a rebolar em meu pau e eu segurando em sua bunda, só pensava em tirar a virgindade daquele cuzinho delicioso. Foi quando puxei ela de lado, a coloquei de quatro e soquei meu pau com toda a força naquele buceta que à esta altura já tinha gozado de novo. Socava cada vez mais forte e minhas coxas batiam em um ritmo frenético em sua bunda, foi quando eu molhei meu dedo em sua buceta e enfiei em seu cuzinho, que à esta altura já não resistiu e entrou mais fácil. Depois mais um e foi quando ela vira e fala: “ come meu cuzinho… arromba ele igual vc faz com ela “. Aquilo me deixou mais tarado ainda, mas fiquei na sua buceta ainda mais um tempinho e com 02 dedos agora em seu cuzinho.
Foi então que tirei o pau de sua buceta e aproveitando que estava ensopado de seu gozo, apontei a cabeça em seu cuzinho que novamente deu uma leve retraída, mas fui forçando até a cabeça entrar. Vanessa deu um leve gemido de dor, deixei meu pau parado e esperei seu cuzinho acostumar, enquanto massageava seu clitóris. Fui forçando aos poucos e logo meu pau estava todo em seu cuzinho. Deixei ela se acostumar, queme falava: ai que dorrrrrr… Foi o sinal para começar a bombar, pouco tempo depois, a dor passava e ela começava a sentir um prazer nunca antes imaginado. No início devagar e depois com mais força e ela me dizia que nunca havia sentido nem imaginado tamanho prazer. Comia aquele cu delicioso e fodia muito aquela cadela no cio. Ficamos assim por uns 15 minutos. Tirava meu pau do seu cuzinho e via ele todo arrombado, piscando e pedindo rola. O meu pau já entrava sem muitos esforços. Coloquei ela de lado e enfiei de novo em seu cuzinho que à esta altura já estava laceado. Vanessa gritava e gemia muito, sem se importar se os vizinhos ouviriam ou não. De repente ela grita: Vou gozar !!!!! E ela tem o maior de seus orgasmos… Fiquei parado sentindo seu corpo todo tremendo e ela tendo espasmos e orgasmos múltiplos: pronto. Vanessa tinha tido seus primeiros orgasmos pelo cú. Ficamos assim mais alguns minutos foi quando senti que iria gozar, virei a Vanessa e a coloquei sentada na cama e em pé ao seu lado, coloquei meu pau em sua boca e mal consegui avisar… estava gozando muitooooo em sua boquinha. Ela engoliu toda minha porra com uma maestria sem igual.
Obrigada meu gato… que porra gostosa… adoro tomar leitinho.
Caímos na cama, ambos exaustos. Logo depois fomos tomar banho e pude ver o estrago que fiz no cuzinho dela.
Aquele cuzinho ainda seria meu por mais algumas vezes, mas isso fica para outros contos.
Espero que tenham gostado. Comentem em meu e-mail / msn cdecarinhoso1@hotmail.com . Este é o primeiro de alguns que ainda irei relatar por aqui. Abraços à todos.

3 Comentários para “Comendo o cuzinho da amiga da minha namorada”

  1. Ryan Skiter Says:
    Muito facil d+, e um reisco logo de ser fragado , so um maluco mesmo para nao se preoculpar.
  2. Bezerra Says:
    Ola cara tu es um sortudo e bom é assim quando ela toma iniciativa e vc ja vai certo satisfazer o desejo se e dela
    parabens.
  3. nena Says:
    adorei demais, a minha xoxota ta toda molhada, ainda não sei o que ter orgasmo pelo cu, tenho tanta vontade de dar o cu, mais ainda me falta a coragem

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing