Contos Verídicos no Face
Publicidade
Produtos Originais
Categorias

Comi a mãe gorda do meu amigo

Disque sexo

Conto enviado por: Leandro Staff

Olá a todos me chamo Leandro, hoje tenho 25 anos, 1,72, 85 Kls, olhos e cabelos castanhos escuros, trabalho como segurança pessoal.

Tudo começou quando eu tinha meus 15 anos de idade, fui convidado por um amigo de escola, a trabalhar por uns dias para sua mãe que tinha uma floricultura e precisava de um entregador para trabalhar em meio período.

Eu prontamente aceitei, afinal não estava fazendo nada na parte da tarde.

 

 

No meu primeiro dia assim que entrei pela porta da floricultura tive uma visão maravilhosa, uma mulher com aproximadamente 40 anos, 1,65 m, entorno de 90 Kls, peitos enormes e caídos, uma bunda grande que dava pra perceber mesmo de frente pra mim, quando vi aquela mulher maravilhosa na minha frente não podia acreditar que ela seria a minha patroa.

Fomos apresentados meu coração batia forte quando beijei aquelas bochechas lisas, ela com um perfume que me levou a um universo de pensamentos com aquela gorda perfeita, afinal de contas estava à frente do meu tipo de mulher perfeita.

Trabalhei pra ela durante 6 meses, fazia de tudo pra sempre estar próximo a ela, tentava sempre sair pra fazer compra com ela, tentava em vão me aproximar da minha deusa, mas sempre foi em vão, bati inúmeras punhetas imaginando comer aquela gorda maravilhosa.

Infelizmente sai da floricultura e por longos 10 anos nunca mais tive contanto com ela novamente.

Ate semana passada quando fui comprar flores para minha mãe por ser aniversario dela, fui ate sua floricultura, imaginando que ela nem se lembraria mais de mim.

Quando entrei tive a mesma reação que tive há 10 anos meu coração disparou na hora em ver ela novamente, não sei se pelo fato de tantos anos depois e mesmo depois de tantos anos nunca ter saído da minha cabeça, e me proporcionara inúmeras punhetas ate hoje, ou do fato de ela estar exatamente igual, ou na verdade melhora ainda afinal devia estar pesando alguns Kls a mais, e com muitas celulites a mais, o que me deixou com muito mais tesão ainda nela.

Mas pra minha surpresa assim que entrei, ela prontamente me reconheceu, nos cumprimentamos e pude sentir que ela ainda usava o mesmo perfume.

Falei; nossa ainda usa o mesmo perfume!

Ela espantada, fala; sim, nossa como ainda se lembra?

Respondi; coisas boas não devemos esquecer, assim como nunca me esqueci de você.

Ela meio sem graça apenas sorrio e agradeceu.

Logo depois ela pergunta se tinha vindo comprar flores para namorada falei que não que era pra minha mãe era aniversario dela, falei que não estava namorando.

Ela falou; nossa por que.

Respondi que tinha saído de um namoro há pouco tempo.

Perguntei se ela ainda era casada, ela me respondeu que tinha se separado, há alguns anos.

Vi ali minha oportunidade.

Ficamos conversando por muito tempo, me contou quase tudo da vida dela.

Contei algumas coisas da minha, mas estava mais interessado na vida dela claro.

Infelizmente eu tinha que ir embora, mas falei que adoraria terminar nossa conversa um dia desses.

Deixei meu cartão com ela e perguntei se poderia ligar pra ela durante a semana.

Ela respondeu que sem problemas.

Fui embora com aquela gorda agora ainda mais perfeita na cabeça, nos dias seguintes bati varias punhetas imaginando minha gordelicia.

Ate que na sexta resolvi ligar para ela, conversamos por algum tempo por telefone, e tomei coragem em chamar ela pra sair.

Creio eu que sei segundas intenções ela aceitou.

As 22h00 passaram em sua casa para pegar ela.

Ela estava linda, dei um beijo no rosto dela e pude sentir seu cheiro maravilhoso, abri a porta do carro e quando ela sentou no carro pude ver suar pernas, com celulites e estrias, aquela visão me deixou louco.

Entrei no carro e fomos para um barzinho que tem musica ao vivo.

Conversamos a noite toda, demos muitas risadas flertamos muito.

Uma de muitas revelações dela, fui que fazia muitos não que não dançava, levantei e perguntei se ela não queria dançar comigo, ela a principio não quis, mas depois de muita insistência minha ela aceitou ficamos próximos a nossa mesa mesmo.

Durante nossa dança, tocando aquele corpo maravilhoso, sentindo seu cheiro, minha cabeça a mil por hora, foi impossível esconder minha excitação.

E creio que ela também percebeu, porque bem na hora ela olhou bem no meu olho.

Eu sem reação fiz, o que eu vinha sonhando há muitos anos.

Segurei em seu pescoço e dei um beijo na minha gordelicia, que prontamente retribuí-o, ficamos ali nos beijando por alguns minutos ate resolvermos voltar para nossa mesa, aproximamos nossas cadeiras, e agora com muito mais vontade nos beijávamos muito. Eu sussurrava em seu ouvido que eu sonhava com aquilo desde meus 15 anos, ela me confessou que ate o dia que eu fui comprar flores nunca tinha percebido nada, mas naquele dia ela percebeu meu olhar de desejo nela.

Não aguentamos muito tempo aquela situação e fomos embora.

Entramos no carro e nos beijamos como adolescentes, passava a mão por todo seu corpo, beijava seu pescoço, ela o meu.

Ate que decidimos ir para um motel.

E durante o percurso sempre que parávamos um pouco nos beijávamos muito.

Subimos as escadas do quarto de motel nos beijando eu já tirando meu tênis ela os sapatos.

Encostei-a na parede ao lado da porta de entrada e lambi todo seu pescoço, apertando seu peitos, ela já gemendo e apertando minha cabeça contra seu pescoço.

Tirei sua blusa e ela minha camiseta, ela estava com um sutiã enorme e mesmo assim seu peitos não cabiam neles, comecei chupando eles ainda por cima do sutiã, ela gemendo ainda mais, enquanto mordia um peito apertava o outro, ela abriu seu sutiã fazendo com que os peitos dela caíssem sobre minha cara, nossa como eram grandes e pesados, peguei os dois e enfiei minha cara no meio deles, lambia entre eles, chupavas os bicos rosados enormes, com os bicos muitos duros, eu passava a mão apertava aquela barriga grande, cheia de estrias, meu deixando ainda com mais tesão.

Ela me levantou e me levou em direção à cama.

Sentou na cama, e com um sorriso safado, maravilhoso.

Me puxou pela calça e começou a passar a mão sobre meu pau, ainda por cima da calça, depois ela abaixou minha calça me deixando só de cueca Box, e dava mordidas por todo meu pau, passava a língua por cima da cueca, e sempre com um sorriso na cara, que gorda maravilhosa eu tinha naquele momento mordendo meu pau.

Ela puxou minha cueca fazendo meu pau saltar em frente a sua cara, olhou pra mim novamente, e com os olhos fechados deum um beijo na cabeça do meu pau, nossa só de ver aquela cena que eu sonhei por tantos anos, me veio à mente os milhões de punhetas que bati pra ela, as mulheres que comi imaginando ser ela.

Parecia ser o dia mais feliz da minha vida.

Ela não satisfeita em apenas beijar, e antes mesmo que eu percebesse ela, já estava com meu pau inteiro dentro da sua boca, nossa como ela me chupava gostoso, lambia todo meu pau, engolia meu pau ate o fim enquanto tocava com a língua as minhas bolas, chupava minhas bolas e me punhetava, nossa parecia que ela não chupava há muitos anos chupava com toda a vontade que uma gorda de verdade tem em chupar uma rola, e como não existe mulher melhor pra ser fazer sexo do que uma gorda, ela fazia por merecer o nome de gordelicia, chupava com muita maestria, e quando estava quase gozando ela percebe e para.

Ela se deita na cama, eu subo por cima dela, e volto a beijar ela loucamente, beijo sua orelha, lambeu todo seu pescoço enquanto ela geme no meu ouvido, e desço mais, chupando seu peitos deliciosamente.  Com o tamanho e peso eles caio todos pro lado eu pego com a mão e jogo na minha cara, nossa que delicia de peitos.

Desci mais lambendo toda sua barriga, quando tirei o resto da roupa dela pude ver uma calcinha minúscula, que depois vim perceber que só era minúscula porque a bunda dela era muito gorda.

Desci beijando toda suas coxas gordas, maravilhosas, beijei seus lindos pês gordinhos e cheirosos, e comecei meu caminho de beijos subindo agora por dentro de suas coxas, o que fazia tremer muito, ela abriu bem as pernas, eu fui beijando sua virilha ate chegar a sua grande buceta gorda, nossa como era gorda aquela buceta enchia a calcinha com tanta buceta, eu lambi e beijei muito sua buceta ainda por cima da calcinha, e ela gemendo muito alto, eu puxei sua calcinha preta de lado, deixando amostra uma buceta, vermelha, e sem nem um pelo, e como toda boa gorda com a volta da buceta bem escuro, nossa sou louco por buceta de gorda que tem em volta bem escuro, adoro.

Abri com os dedos sua buceta desvendando um grelo enorme, passei a língua bem devagar no grelão da minha gorda, nessa hora ela deu um gemido bem alto puxando meu cabelo; passei minha língua por toda sua buceta, chupava seu grelo, sugava ele enquanto ela apertava minha cabeça e gritava, alternava enfiada de língua dentro de sua buceta, com as chupadas no grelo dela, e não demorou pra ela fechar as pernas na minha cabeça e se contorcer toda gemendo muito alto, soltando um mel maravilhoso na minha boca, chupei cada gota do meu da minha gorda, ela ainda ofegante, e eu ainda com vontade de chupar ela, pedi pra ela ficar de 4 na beira da cama, abri bem sua enorme bunda, pra poder ver aquele cu que eu tanto sonhei, abri sua bua o máximo que consegui, e pude ver que seu cuzinho piscava, comecei passando a língua envolta do cuzinho da minha gorda que assustou um pouco, e falou que ninguém nunca tinha lambido o cuzinho dela.

Perguntei se ela já tinha dado o cuzinho?

Ela respondeu que sim 2 vezes, mas não gostou.

Falei pra ela relaxar que hoje ia ser tudo diferente pra ela.

Abri novamente sua bunda, e voltei a lamber envolta do seu cuzinho, passava a língua por toda ela, enfiei minha língua dentro do cu dela, pude perceber que ela gemeu gostoso, chupei e lambi aquele cuzão maravilhoso por um tempo. Ate ela pedir pra eu foder ela.

O que atendi rapidamente, com ela ainda de 4, passei meu pau no seu grelo fazendo gemer de prazer, coloquei a cabeça do meu pau na entrada da sua buceta, e fui enfiando o mais devagar que consegui, queria aproveitar cada centímetro daquela buceta, só parei quando senti minhas bolas batendo no seu grelo, fiquei ali parado alguns instantes, ate que ela começou a rebolar bem devagar no meu pau, comecei a socar na minha gorda, socava e apertava aquela bunda enorme que de 4 era inúmeras vezes maior, e socava cada vez mais forte puxando ela pela barriga em minha direção fazendo com que minha rola socasse muito forte nela, puxava seus cabelos, segurava em seus ombros, ate que sentir sua buceta apertando meu pau, com muita força e ela caído na cama, quase sem ar, esperei ela se recuperar um pouco, e me sentei na beira da cama, ela sentou no meu pau, pude ver sua buceta engolindo todo meu pau de uma só vez, ela sentou e ficou rebolando com ele dentro dele por um tempo ate que começou a subir e descer, cada vez mais rápido, deitei na cama, pra ter uma visão melhora daquela bunda gorda gigante engolindo meu pau, ela se apoiava no meu joelho e socava com toda força no meu pau, ate que não aguentei e avisei que iria gozar. Ela sai de cima dele no mesmo momento, se vira e abaixa abocanhando meu pau de uma só vez, a hora que senti meu pau inteiro dentro da boca dela, começou a jorrar jatos de porra em sua garganta, segurei em sua cabeça, e ela engoliu cada gota de porra.

Ela sem tirar meu pau da boca me olhou no fundo dos olhos, nessa hora pude ver todo o desejo de uma mulher gorda, meu pau não o consegui nem ficar mole, tamanha a maestria com que ela me chupava.

Coloquei um travesseiro no meio da cama e pedi pra que ela deitasse em cima dele, me ajoelhei de frente pra ela, levante suas pernas gordas, abri sua buceta, passei o meu pau no seu grelo de novo, depois soquei meu pau ate o fim dentro daquela buceta, gorda, quentinha, apertadinha, e toda melada, socava com muita vontade na minha gorda, e brincava com seu grelinho, ate que ela deu um gemido e gozou no meu pau, me puxando em direção a sua buceta com suas pernas fazendo meu pau entrar quase ate as bolas.

Mandei ficar de 4 de novo pra mim, e voltei a socar na buceta dela, ate ela gozar de novo e cair na cama, deixando aquele cuzinho amostra pra mim, onde de novo voltei a chupar, mas agora comecei a enfiar um dedo, vi que ela não relutou muito e vi a oportunidade perfeita pra comer aquele cu maravilhoso, deixei ela bem à-vontade, coloquei ela de ladinho, abri sua bunda com uma mão e com a outra posicionei meu pau na entrada do seu cuzinho, quando senti que ele estava um relaxado, coloquei a cabeça bem devagar, ela deu uma trava, nessa hora eu parei e esperei, brinquei com seu grelinho um pouco e pude sentir seu cuzinho relaxando de novo, fui socando bem devagar meu pau, que entrou como manteiga no cuzinho dela.

Depois que ele estava inteiro dentro dela, perguntei se estava doendo, ela com um sorriso na cara me respondeu que não, fui socando bem devagar, ate que o cu dela se acostumou com eu pau, e pude acelerar a socadas, enfiava cada vez mais rápido e mais fundo dentro daquele cu maravilhoso, ela gemendo, e mando eu foder o cu dela que ela estava adorando, dava uns tapas na bunda dela fazendo sentir ainda mais prazer.

Ela falou que queria dar de 4, se posicionou na beira da cama, ela mesmo abriu a bunda e coloquei meu pau na entrada do seu cu que agora entrou facilmente, o que fez dar um grito e puxar os lençóis, fui socando devagar e aumentando a velocidade a cada estocada, soquei com toda minha força aquele cu, ate que não aguentei mais e falei que ia gozar, ela falou pra eu encher seu cu de porra, mais 3 estocadas e foi o que fiz, nossa parecia que não ia parar de sair porra do meu pau.

Depois de alguns segundos tirei meu pau e vi minha porra escorrendo de dentro do seu cu, ela se deitou na cama, nos beijamos e fomos para a banheira, onde lá ela me chupou mais uma vez me fazendo encher sua boca de porra.

Depois fomos embora, deixei ela na casa dela e sem acreditar no acontecido fui para minha casa.

Depois disso nos falamos algumas vezes e estamos marcando nosso próximo encontro.

Mulheres gordas, independente da idade, a fim de conhecer um homem, interessante, discreto, e apreciador de uma gordelicia, me mande e-mail ou add no MSN, e quem sabe se gostarem desse relato, possa contar algumas outras historias minhas.

Beijos a todos e espero que tenham gostado.

 

leandro_staff@hotmail.com

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing