Como uma mulher casada

Minhas loucuras com uma mulher casada

Eu vou contar uma série de histórias verídicas que aconteceram comigo e com uma loira gostosa e linda que conheci em um chat. Ela é casada, e por isso a principio fiquei bem receoso de me envolver com ela, me complicar a vida, mas mesmo assim, deixei rolar pra ver no que dava, continuei conversando com ela pelo msn, pois o papo fluía gostoso, interessante e muito excitante. Trocamos fotos e fomos ficando ambos com muita vontade de nos vermos pessoalmente, pois já tava dando um tesão danado, nossos papos ficando cada vez mais picantes, inclusive nos masturbamos e gozamos juntos pela net, sem termos nos visto ao vivo ainda, foi muito louco. Bem, como ela me disse que o marido ia viajar na semana seguinte, combinamos que ela viria aqui em casa. Deixe-me primeiro descrever-nos fisicamente: Ela, 27 anos, loira, 1,65 de altura, 55 kgs, magra, apetitosa, muito gostosa, tem uma bundinha linda e seios pequenos mas durinhos, cabem inteiro na boca, uma delicia. Eu tenho 38 anos, solteiro, 1,90 de altura, 86 kgs, atlético, e bem dotado(20×5,5). Bem, voltando ao assunto, ela veio me visitar na noite em que o marido estava viajando, isso foi uma semana depois de começarmos a teclar. Ao vê-la, constatei que ela era mais bonita do que nas fotos, meu pau já tava endurecendo, só de pensar no que poderia rolar nessa noite, já me vendo comendo aquela gostosa, que era casada mas tava louca pra experimentar um pau diferente. Eu já tinha preparado antecipadamente uns petiscos e um vinho estava gelando já. Começamos a conversar, beber, comer, coloquei uma comédia no dvd, rimos muito, o gelo inicial já estava quebrado, cheguei mais perto, com o pretexto de admirar o cabelo dela, comecei a cheirar seu pescoço, elogiando seu cheiro, muito gostoso mesmo, ela estremeceu-se toda, o que senti como um sinal de que o tesão dela estava quase explodindo, e a bebida já estava fazendo efeito, sua respiração já se alterando, passei a beijar seu pescoço, ela já quis me beijar também, e iniciamos um amasso muito gostoso, nos beijamos demoradamente, delicia de beijo, só parávamos para ela tomar um ar, pois de tanto tesão, ela ficava sem respirar, tipo um principio de ataque de asma. Já fui beijando e dando mordidas pelo seu corpo, aproveitando pra tirar toda sua roupa e a minha também. Chupei seus seios, que delícia, fui descendo até chegar na sua bucetinha, linda, ela tinha depilado toda pra ocasião, nossa, fiquei doido, ela tem uma bucetinha linda, cheirosa, e tem um sabor delicioso, estava molhadíssima, bebi todo aquele suco, enfiei minha língua la dentro da buceta, chupei seu grelo, deixei ela louca, até que ela não agüentou mais e me puxou pra cima pelos cabelos, dizendo que me queria dentro dela, ela dizia, – quero esse pau todo dentro da minha buceta, vem. Mandei ela ficar de 4, e ela obedeceu rapidamente, pois aparentava estar com muito tesão. Nossa!! Foi maravilhoso ver aquele bumbum arrebitado pra mim, pensei comigo, este cuzinho ainda vai ser meu, mas nessa hora só fiz o que ela queria, que era receber meu pau todo bem enterrado na sua buceta. Foi realmente uma delicia sentir meu pau entrando naquela bocetinha apertada, e a safada ainda ficava me apertando o pau com ela, (fiquei sabendo depois que ela fazia exercícios para o músculo vaginal, o que deixa eles bem fortes, quando ela aperta pra valer, chega a doer o pau). Ela apertava meu pau de um jeito muito gostoso, também porque ela me disse que não estava acostumada com um pau tão grosso. Bem, comecei penetrando bem devagarinho, mas firme e até o fundo, tirei e enfiei assim umas 4 vezes, depois comecei a socar bem forte, segurando-a pela cintura, essa mulher ficou louca, berrava, gemia, gozando rapidinho, gritando alto, mas não parei de socar, pois eu vi que ela tava muito louca ainda, virei ela de frente, e a peguei na posição de frango assado, enfiando forte e fundo meu pau, aí a louca pediu pra satisfazer uma fantasia dela, que era ser comida em cima da mesa da cozinha, então eu levantei-a na mesma posição, sem tirar de dentro, carreguei-a até a mesa, onde deitei-a de costas, e eu fiquei de pé, com as pernas dela nos meus ombros, continuei fodendo bem forte, ela pedia, vem, enfia tudo, me arregaça toda, não demorou e logo ela gozou novamente. Com ela deitada ainda na mesa, levei meu pau até sua boca e mandei chupar, ela chupava com gosto e sabia mesmo chupar, a safada, como meu tesão já estava forte demais, e aquela boca estava uma delicia, não agüentei mais, gozei em seguida, enchendo sua boca de porra, que ela engoliu tudo, foi uma gozada sensacional, um prazer incrível. Bem, demos um tempo pra nos recuperar, bebemos mais um pouco, e logo começamos a nos beijar, e ela me jogou na cama, e foi me beijando e mordendo de leve até chegar no meu pau, ficou passando a língua nele, do saco até a cabeça, me levando a loucura, enfiava ele todo na sua boca, chupava maravilhosamente bem, uma loucura o tesão que ela me fazia sentir, sei que continuamos a foder gostoso, onde ela gozou mais 2 vezes e eu mais uma, enchendo sua buceta de porra. Nos acabamos, ficamos deitados lado a lado, quietos, nos refazendo, o dia já estava clareando, ela disse que tinha que ir embora, então ela me chamou para acompanhá-la no banho, onde ainda nos amassamos muito, meu pau já endureceu, eu a coloquei contra a parede do box, o chuveiro ligado, fiquei mordendo e beijando seu pescoço, suas costas, fui descendo, mordi toda sua bundinha, fiquei passando minha língua no seu cuzinho, vi que ela ficou louca de tesão, então peguei sabonete, fiquei passando no seu cuzinho, e comecei a enfiar um dedo nele, fiquei louco pra comer aquele cuzinho, levantei novamente, fiquei mordendo seu pescoço, enquanto ia passando sabonete no meu pau, e encostei ele no cuzinho dela, ela quis escapar, mas a segurei bem forte, enquanto ia penetrando vagarosamente, ela gritava, não sei se de tesão ou de dor, mas ela foi relaxando, e logo gemia de prazer, quando eu comecei a enfiar e tirar meu pau em seu cuzinho delicioso, o qual ela me disse que dera poucas vezes, e nunca pra um pau tão grosso, sei que logo eu passei a socar bem forte no seu cuzinho, ela dizia que eu estava rasgando seu cu, mas que dava muito tesão, tava delirando já, e pela primeira vez, gozou pelo cuzinho. Bem, depois do banho ela disse que precisava ir embora mesmo, nos despedimos com beijos gostosos, e já combinamos um encontro pra outro dia em que o marido ia viajar, na semana seguinte.
Este foi o primeiro de nossos encontros, já faz 10 meses que isso tudo aconteceu, mas ainda estamos nos encontrando, fizemos varias loucuras, transamos dentro do carro, de dia em lugares públicos(meu carro tem insulfilm), mas isso é material pra outros contos, os quais contarei aqui.

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing