Contos Verídicos no Face
Disque Sexo
Disque Sexo
Categorias

Conto Incesto Como comecei a mamar a mamãe parte II

Disque sexo

Olá a todos novamente. Comecei a história em que vivo com a minha mãe ontem, e fiquei muito feliz com as respostas positivas que recebi em meu e-mail, o que me deu muita vontade de continuar relatando essas, e outras histórias que aconteceram em minha vida, por enquanto continuarei contando de como foi minhas manhãs durante esses dois últimos anos. Para os que não leram o meu relato anterior, meu nome é Gustavo e atualmente tenho 19 anos. Comecei um romance com minha amada mamãe quando tinha 17 anos, ao qual eu expliquei com um pouco mais de detalhes no conto anterior.

Continuando…
Durante a noite, dormimos como costumávamos dormir em nossas noites de frio… Acordei como sempre às 6 da manhã, para ir ao colégio, e resolvi dar a minha mãe, um belo café da manhã, um café da manhã como ela desejaria receber após um belo “boa noite” na noite anterior.
Levantei-me e fui até o meu quarto, pegar uma arma secreta, que estava no bolso da mochila da escola, e rapidamente voltei ao quarto, e La estava minha vitima, ainda dormindo, pacificamente, nem parecia àquela fogosa mulher que eu encontrei na noite anterior. Sorri levemente ao perceber que ainda estava sem roupa, o que facilitaria muito meu café da manhã. Rapidamente, peguei minha arma secreta, um pacote ainda fechado de Halls preto, quem conhece sabe que efeito isso da em várias situações, colocando rapidamente um em minha boca, comecei a acariciar as coxas de minha mamãe, para que ela se mexesse, rapidamente ela se virou, ficando de barriga para cima, ainda em seus sonhos, conseguia ouvir seus gemidos, como se em seus sonhos ela previsse tudo o que estava para acontecer…
Prontifiquei-me a ficar na minha mais nova posição preferida, e com a bala ainda no começo, abri as pernas de mamãe de forma gentil, para que não fosse dessa forma que ela acordasse, logo em seguida comecei a deslizar minha língua pela fresta da bucetinha dela, estava uma delicia, com gostinho de gozo adormecido, sorri com cara de safado, preparando o território, a senti tremer, sabia que não era de frio, segurando a bala entre os meus dentes, comecei a brincar, deslizando ela por todo o lábio vaginal de mamãe, que acordou no mesmo instante, olhando para baixo, e sorrindo, fechando os olhos novamente, murmurou um simples “Bom dia”, o que me deixou completamente doido, ela então se espreguiçou na cama, abrindo ainda mais as pernas, deixando o caminho completamente livre para mim, com uma de minhas mãos, abri sua bucetinha com cuidado, deixando o seu clitóris exposto, como era lindo, rosado, e uma delicia, molhando a bala levemente com minha língua, comecei uma leve brincadeira com ele, o deixando todo melado, sentia o corpo de minha mãe tremer na minha língua, e o melzinho tomar um novo gosto, um gosto perfeito de halls junto com o fluido de minha mamãe, a bala que já estava se desfazendo depois de uns 5 minutos de brincadeiras envolta do clitóris, deixei escorregar para dentro de sua bucetinha, colocando levemente um dos meus dedos, a empurrando mais para dentro, estava completamente encharcada, eu sentia que estava adorando, e seus gemidos, gemidos manhosos de bom dia, estavam deixando minha cabeça completamente pirada, ela estava adorando, e eu amando cada vez mais, depois de mais alguns minutos, senti seu corpo inteiro se estremecer e então ela uivou, soltando todo aquele melzinho gostoso que tanto amo em minha boca, fiz questão de limpar todinho, e subi no corpo de mina mãe, com minha língua ainda com o gosto do halls, um pouco “fresca” subi por seu corpo lambendo sua barriga, e logo depois seus seios, deixando com que meu pau ficasse no meio de suas pernas, Apenas sentindo o suor de suas pernas, então deixei a cabeçinha escorregar levemente para dentro, ela rapidamente gemeu, e fechou as pernas impossibilitando com que eu a penetrasse por completo, me jogou de lado da cama, e sorrindo com uma cara de puta, que eu nunca havia visto antes, rapidamente colocou as duas mãos em meu pau, e começou a me punhetar rapidamente, senti um tesão tão forte, que não foi difícil gozar rapidamente, gemendo de prazer, e olhando para a cara daquela putinha que havia me criado, ao ver sua cara toda melecada com a minha porra, ela me disse simples palavras, palavras de mães, que nunca anteriormente tinham me dado tanto tesão dita anteriormente “Vai tomar banho para ir para a escola, quando chegar mamãe te deixa brincar um pouco mais” e me dando um tapa na cara bem de leve, ela se levantou colocando um short e uma blusa minha, e foi até a cozinha preparar o meu café da manhã, e eu para o banho. Mais coisas aconteceram nesse dia, e nos dias seguintes. Mas por enquanto é só…

Mantendo a mesma regra que enviei no conto anterior, mandem-me e-mails, é sempre bom saber a opinião de vocês sobre as nossas histórias, se tiver pedidos, amanhã eu volto, mandando a próxima parte da história. amo.melzinho@hotmai.com

10 Comentários para “Conto Incesto Como comecei a mamar a mamãe parte II”

  1. Vinicios Says:
    Doença grave!
    mãe é mãe!
    vc é fruto dela então qqr tipo de relação sexual alem de ser um grave pecado é nojento!

    DOENÇA de ambas partes

  2. sergio brandao Says:
    cara e sinistro e bizaro ………
  3. izabela Says:
    cara que nojento e sua mae e uma safadeza sua e pior ainda eua mae que permite isso ela e mais culpada ainda!
  4. Larissa Says:
    Incesto é crime! amor nao é simplismente amor, existe amor entre membros da familia e amor entre conjugues. E o pai/mae que fica com o/a filho/a, esse/a pai/mae nao ama o filho. Não entrendo como a pessoa da mesma familia consegue sentir atração e ate desejos sëxuais com o familiar, quanto mais ter relaçoes sëxuais. Acho isso ate nojento, onde vamos parar, ate relacionamentos incestuosos?!.
  5. bruno Says:
    VC DEVE SER UM CARA FEIO, SEM PAPO E SEM GRAÇA. POR ISSO AS MULHERES Ñ TE QUEREM. ESSE É ÚNICO MOTIVO Q LEVA UM CARA A SENTIR TRAÇÃO PELA PRÓPRIA MÃE. FALTA DE UMA NAMORADA.
    VC E SUA MÃE SÃO ASQUEROSOS, ISSO É UM GRANDE PECADO SEU PORCO!!!
  6. duarte Says:
    come logo o cu dela doido. kero uma dessas para min.vou bater uma punheta para minha
  7. Camila Says:
    Cara tem gente que vem ler pra reclamar :@
    poxa se não gosta desse tipo de Conto acha um PECADO
    é só não ler!
    a proposito adorei seus contos :)
  8. pretinho Says:
    nao tenho coragem de fazer isso.nem minha mae tambem nao mais adoro esses conto.quem nao gote nao l,e
  9. marli Says:
    ola. engraçado né? eu entro aqui para ler contos de incestos, então provavelmente, vai aparecer historias entre mae e filho, pai e filha, irmaõs e irmãs e etc. me admira a falta de escrupulo desses leitores que se dizem contra o incesto. porque entram na pagina para ler?
    aadorei seu conto. delicioso. te quero tambem . beijos
  10. jose francisco Says:
    essas pessoas que estão criticando em seus comentarios é porque querem fazer a mesma coisa e não teem coragem, então ficam fazendo esses comentarios não sei porque entram nessa paina, deviam era lerem a biblia, ou melhor a biblia não porque la tambem tem incesto, não viram o caso de lo e suas filhas, vão se catar seus falsos moralista

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing