Archive for the ‘Diversos’ Category

Arrasada de gozo na cavalgada alucinante

quinta-feira, abril 30th, 2015

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: M.E.
Conto: Lá estava eu a gritar outra vez desesperada pela porra num sufoco de desejo e arrasada de volúpia.
Oi, meus amores, é a Kaká morrendo de saudades. Fá interrompeu-me outra tentativa de escrever a narrativa da Còte Dazur, pondo-me a cachorra a ponto de ter de gritar novamente pela porra: “vem em cima e mete a porra em mim!”. Grande novidade! É o que mais faço! Vivo embaixo do macho! Mas também o como e tacham, tcham, tcham, tcham… Rebolei tanto subindo e descendo, enterrando e desenterrando e torcendo o pau na dança do ventre, mas acabei com a porra me socando fundo e forte, sempre arrasadora de Grandes Tesões, para saciar a fome insaciável da minha menina. Quando fica com a cachorra, só um belo tratamento de choque com os Ts.

(mais…)

Fernanda- Gozei no rabo belo e grande da Infiel militar

terça-feira, abril 21st, 2015

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: I.J.
Conto: Muitos já sabem que separei em 2012 e estou noutro relacionamento desde setembro de 2012. Por ela morar noutra cidade, eu tenho parte da semana livre, não tenho dia certo para estar em casa, porem, sou policiado por telefone. Devido a distancia entre as cidades, pela gravidez problemática dela (nódulo uterino) somos obrigando a cautela durante o sexo e ou a abstinência sexual. Não consigo me satisfazer plenamente no sexo só com ela. Então, revi a questão da fidelidade, ou melhor: INFIDELIDADE. Não vou aqui, dizer que este foi ou é o motivo para eu ter retornado a ser infiel. Na verdade mesmo antes de me separar eu já estava infiel e uma vez infiel sempre infiel! Como tenho tempo livre e muita sede de sexo, coloquei anuncio em sites de relacionamentos, sem contar a grande lista de contato que consegui, ao relatar minhas transas especialmente as de Olivia e Paulinha, então aproveito todas as oportunidades que surgem. Numa desta conheci Erica de Quixadá-CE, cidade que sempre visito. Erica é uma mulher normal e vive com um companheiro que trabalha viajando, o que a deixa insaciada e suspeita de ele ter outra.

(mais…)

Rapidinha no aeroporto

quinta-feira, abril 16th, 2015

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por:F.A.
Conto: Quem me conhece sabe que minha vida se resume a antes e depois da minha passagem pelo Aeroporto de Brasilia. Um pouco disso será contado aqui hoje.
Trabalhei durante dois anos no Aeroporto, em uma simpática livraria de menos de 10m² no turno da madrugada. E o turno da madrugada no Aeroporto é uma espécie de Las Vegas: O que lá acontece, ali morre. Mas hoje quebrarei um pouco essa regra.
Ao lado da livraria funcionava uma cafeteria. Nessa cafeteria várias garotas (algumas belas, outras nem tanto) passavam a madrugada conversando, já que clientes inexistiam nesse horário.

(mais…)

Fim de semana na oficina

terça-feira, abril 14th, 2015

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: D.Z.
Conto: Oi, Sou a Drica! morena, cabelos compridos, olhos verdes, cintura fina e bunda grande.
Meu marido tem um carro antigo, destes de coleção, e vira e mexe lá estamos nós no fim de semana indo para oficina do Jorge fazer algum ajuste. Claro que o Jorge não tira os olhos de mim, que sempre estou vestida de mini saia, shortinho ou macaquinho, e eu aproveito para me exibir; desabotoando a blusa ou deixando o shortinho bem enfiado na minha bundinha.
Fico andando pela oficina, roçando de vez em quando no Jorge, me agachando, arrebitando a bunda, sentada no escritório abrindo e fechando as pernas. Mas o Jorge nunca avançou o sinal mesmo com todas as minhas deixas, acho que por medo de perder o cliente. Mal sabe ele que meu marido é um Corno Manso de carteirinha.

(mais…)

Banho de porra no escurinho do cinema

terça-feira, abril 14th, 2015

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: B.S.
Conto: Olá a todos, estou de volta com mais um conto…

Sempre tive vontade de conhecer um cinema pornô… Num dia desses, meu pai e eu fomos ao cinema pornô, normalmente freqüentado por gays, travestis, garotas de programa, entre outros.  No começo estranhei um pouco, mas o clima foi ficando cada vez mais quente.

Ficamos assistindo um pouco do filme na parte de cima do cinema, começamos a nos beijar, fui acariciando levemente seu pau e quando vi já estava fazendo um boquete, é lógico que neste momento, alguns homens se aproximaram…

(mais…)

Vizinha do pastor Vinicius – Primeira parte

segunda-feira, março 23rd, 2015

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: Tio Sam
Conto: Bateu em minha porta fui atender um cidadão que se identificou como novo vizinho adquiriu um ap no terceiro andar funcionário do b.b, estava precisando de uma maquina de furar que o porteiro do prédio o indicou  eu possuir, acompanhado do filho um garoto de 14 anos fomos a sala do computador peguei a maquina de furar pode usar sem pressa, o garoto ficou deslumbrado com a parafernália que tenho na sala do computador e perguntou o senhor tem dvd de joguinhos respondi um pouco perguntei vc gosta e muito então escolhe  marcos você perdeu o  ajudante riu foram,passado uns dias voltou com a maquina e os jogos ficamos num papo ofereci uma cerveja aceitou conversamos bastante quando bateu na porta fui atender uma mulher bonita perguntando pelo marido mandei entrar ficamos num papo bom chamada ercilia o garoto pedrinho e o marido marcos, faltando a filha cristina que estava no clube. Falamos sobre política tempo violência religião um pessoal culto, franquiei meu ap quando precisar estou as ordens.

(mais…)

Convidada a navegar e fuder

domingo, dezembro 21st, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: Z.M.
Conto: A amiga de Meg, a Lúcia, que os leitores já conhecem, esteve em nosso apartamento outro dia. Estava bem queimada de sol.
– Gente, estive em Angra. Uma delícia de lugar, vocês conhecem?
– Sim, já estivemos lá algumas vezes.
– Sol maravilhoso, olha só como queimei!
E nos mostrou os seios, que não tinham marquinha alguma. A Meg sacou logo que ela queria contar alguma coisa interessante.
– Onde é que você tomou sol pelada, dona Lúcia? Nas praias é que não foi!
– Ah! Nem te conto!

(mais…)

A PROPAGANDA É A ALMA DO NEGÓCIO

quinta-feira, dezembro 11th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: P.G
Conto:

Bom… Eu já tenho alguns contos publicados aqui, sempre fui muito safado, se fosse escrever todas as minhas experiências sexuais, teria que escrever um livro ao invés de alguns contos.

Em 2001 eu fui promovido a gerente da loja em que trabalhava há seis anos, foi muito legal, pois eu almejava muito este cargo. O pessoal recebeu muito bem a minha promoção porque eu sempre respeitei a todos e sempre tive um ótimo relacionamento interpessoal. Principalmente com a gostosa do crediário, seu nome é Francine, ela tinha na época 20 aninhos enquanto eu 27. Éramos amante à pouco mais de um ano e nossas transas sempre foram muito intensa. Fran é branquinha, tinha seios médios, bundinha bem formadinha, magrinha cabelos lisos e negros, uma delicinha, ela só tinha um pequeno problema: adorava comentar nossas tranzas com as amigas da loja. Descobri isto no dia da nossa primeira tranza. Havíamos acabado de fazer um amorzinho muito gostoso e fomos à banheira nos recompormos para uma segunda, de repente vejo-a com o pensamento meio longe e perguntei o que era, para a minha surpresa a resposta foi:

(mais…)

Primeira transa rumo a faculdade

sexta-feira, outubro 31st, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: T.U.
Conto: Há tempos Paulinha vinha cobrando uma noite a sós com ela. Era desejo, não fantasia; acordar comigo a seu lado.

Devido a minha esposa, era difícil realizar seu desejo, até que ela mesma teve a idéia.

Paulinha propôs que eu a levasse até a cidade de Sobral quando reiniciasse sua faculdade (Anhanguera) que aconteceria entre os dias 26 e 31/07/2010. Ela mesma iria falar com a Mazé (dizendo ter recebido telefonema de urgente de sua faculdade cobrando sua presença para reativação de sua matrícula sobe pena de perder mais aquele semestre letivo) para me pedir para levá-la até Sobral em caráter de URGENCIA.

(mais…)

Conhecendo um cabaré rumo a faculdade

sexta-feira, outubro 31st, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: T.U.
Conto: Creio que estávamos na localidade de UMIRIM, logo, logo estaríamos na cidade de Itapipoca.

Paula não parava de acariciar meu membro, ela estava totalmente despida dentro do carro e eu somente de camisetas, nas mais, além disto, porem nossas roupas estava bem a mão caso fosse preciso eu vestiria o calção e ela sua pequenina sai e blusa. Quando passávamos por algum veiculo contrário, vários dos motoristas e passageiros buzinavam quando viam ou peitos Paula. Riamos a cada buzinada. Paula não parava de manipular meu membro que segui em riste e vez ou outra abaixava a cabeça e mamava meu membro. Vários momentos pedi-a para parar a fim de concentrar-me na estrada. Na velocidade que íamos, uma gozada na poderia ser mortal.

(mais…)

Reconciliação sexual X Anal por Amor

sexta-feira, outubro 31st, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: E.W.
Conto:

Na ultima semana em que estive com Catiana, do dia 16 a 18/03 de 2012, não estávamos muito bem devido a interferência de minha companheira que não aceita a separação, apesar de ela saber que todos os fins de semana vou me encontrar com Catiana.

Por que não estávamos bem? Catiana não aceita a condição de ser a outra e eu não quero Catiana como amante. Então deduzi que ela ia terminar nossa relação e caso isto não acontecesse eu iria lhe pedir um tempo até que eu resolvesse minha vida conjugal.

(mais…)

Sexo na copa

sexta-feira, outubro 31st, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: P.K.
Conto:

Dia 15-06-2010 Aqui em Fortaleza estava e ainda hoje dia 23-06-2010, encontra-se em greve de transporte escolar, era o primeiro jogo da Seleção Brasileira na copa da África.

Haveria encontro de minha família na casa de minha irmã, Mazé foi somente assistir ao jogo, voltou ao trabalho em seguida. No caminho para o shopping meu celular toca, era Paulinha. Não atendi, explicando a Mazé que deveria ser algum cliente, como não voltaria a trabalhar não tinha por que atender.

Após sair de estacionamento, liguei para ver o que Paula queria.

(mais…)

Enrabando minha sogra amante

sexta-feira, outubro 10th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: D.H.
Conto: Fomos ao banheiro, nos lavamos e colocamos roupas mais descentes para irmos ao restaurante. Paula levou uma pequena sacola com roupas para sua mãe trocar.

Aproximei-me da piscina chamei por Fátima e esperei sua vinda na escada. Ela subiu calmamente a escada, dei-lhe a mão pra que apoiar-se, notei que ao pegar minha mão, não fez aquela força para subir seu corpo, ela a segurou com carinho, porem, sem esconder a tensão e nervosismo do momento. Sua mão tremia.

Fiquei a imaginar o porquê daquele nervosismo. Ela estava nervosa por ter escutado eu e Paulinha transar e achar que sabíamos? Ou estava nervosa por estar excitada?

(mais…)

Viajem perigosa

sexta-feira, outubro 10th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: J.B.
Conto:  No Carnaval deste ano, fizemos uma orgia total, Eu, Olivia e sua Mãe, nada foi programado, aconteceu! Apesar de eu e Olivia, desejarmos a tempos levar a Mazé para a cama conosco. Durante a orgia, Eu e Olívia, prometemos a sua mãe que não mais manteríamos algum tipo de relacionamento sexual, o que acabou acontecendo. Porem, sempre que nos encontramos em eventos familiares, fica difícil disfarçar, principalmente, quando a Mazé está ausente a estes eventos devido ao trabalho, ela gerencia uma loja, em shopping. Para piorar, tem a Paulinha, uma safada, que não deixa de nos atentar, parece aquele capetinha em nosso ouvido. Pois bem… Paulinha sabe e  participava, de nossas transas; certa vês, me propôs doparmos Olivia com sonífero, ou a embriagarmos, mas… Olivia pouco bebe no Maximo, dois copos de cerveja em algum show, ou algo assim.

(mais…)

História real de Noiva sem o cabaço | 1ª parte

segunda-feira, abril 14th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: M.B.
Conto: Meu nome é José tenho 30 anos e sou casado com a Rosânia minha amada esposa que tem 28 anos, temos 9 meses de casados e o conto que descrevo é de relatar as consequências acontecidas na minha lua de mel e que começou de uma forma bem diferente para um rapaz e ao final, aceitei os prazeres de minha mulher para não perdê-la. Conheci minha esposa numa cidadezinha do interior do RJ e ela foi a minha 1ª namorada, ela é loira com cabelos compridos, 1,68 de altura, seios médios durinhos e pontudos, uma barriguinha de tanquinho, enfim, muito linda de corpo.

(mais…)