Archive for the ‘Gays’ Category

Lembranças das aventuras com o William

quinta-feira, maio 14th, 2015

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: W.D.
Conto: Aventuras com meu amigo William
Conheci o William através do MSN, que peguei numa comunidade do Orkut. Porra, já tem bastante tempo isso!
Fizemos amizade, fudemos algumas vezes, fizemos uma memorável brincadeira a três: eu, ele e Richard, que inspirou o primeiro conto. Lamentavelmente as atividades de trabalho nos afastaram um pouco, mas depois nos reaproximamos com uso do WhatsApp.
Nosso reencontro também gerou novas aventuras, dentre as quais destaco duas: uma em que ele atuou como meu voyeur, e outra, mais recente, que envolveu apenas nós dois.
O Voyeur

(mais…)

Conhecendo um Cinema Erótico

quinta-feira, abril 30th, 2015

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: M.L.
Conto: i meu nome é Marcelo tenho 31 anos, moro em São Paulo e trabalho no centro, sou moreno jambo, tenho 1,70 de altura e peso 80Kgs, tenho as coxas grossas e uma bundinha bem carnuda. Não sou afeminado mas gosto de umas brincadeirinhas, por exemplo, já usei calcinha uma vez…

Eu sempre tive curiosidade para conhecer um cine erótico, já li alguns relatos aqui e isso me excita muito. Com essa falta de água em São Paulo, o prédio onde trabalho teve um problema com a caixa de água e fomos obrigados a ir embora por volta das 16h.

(mais…)

Gozando ao dar

quarta-feira, fevereiro 11th, 2015

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: B.S.
Conto: A cada dia eu gosto mais de dar o rabo. Com a idade fui ficando meio impotente, meu pau sobe com dificuldade e graças a Peyronie ele ficou bem pequeno…

Por conta disto, tenho tido dificuldade em comer mulheres. A minha ainda topa mas as outras…

Bem, mas como sou somente passivo, dar o rabo é hoje em dia o que mais me dar prazer. Quando mais novo eu até comia viado, mas agora eu sou o viado comido… Dar, e dar muito, é o que procuro fazer agora. O desejo continua como antes, mas não mais por buceta, por pica.

Eu vou dando e tenho um enorme prazer, vou gozando levemente todo o tempo. Costumava, depois de dar para vários, gozar me masturbando com o último. Ou mesmo só no dia seguinte, sentindo o rabo doidinho e lembrando das fodas. Algumas vezes, com machos mais íntimos, eles me chupam para que eu goze. Quer dizer, ejacular não é o mais importante. Só que os culhões podem ficar doendo, afinal quanto mais pirocada levo, mais excitado fico.

(mais…)

O vizinho do meu amigo

segunda-feira, novembro 17th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: Drii All
Conto: Um dia, na escola, meu amigo Rafael me convidou pra passar o fim de semana na casa dele, porque seus pais tinham viajado “Tudo bem, mas vou até em casa pegar umas coisas” e ele “Não precisa. Tem tudo lá e somos quase do mesmo tamanho. Também tem escovas de dente novas” olhei pra ele “Então tá.”
Almoçamos e como tava o maior calorão, fomos jogar bola na piscina. A gente ficou jogando dentro da agua, fazendo a maior zueira, gritando e rindo.
O Rafa, apesar de ter mais ou menos, a mesma idade que eu, era mais desenvolvido fisicamente. Era mais alto e musculoso, a voz mais grossa e tinha mais pelos no corpo.
Ele tem uma irmão mais novo, o Gabriel, que faz questão de ser chamado de Gaby. Tooodo gayzinho. Fala fino, tem uns jeitinhos bem femininos, gosta de brincadeiras e coisas de menina.

(mais…)

O diretor da escola

segunda-feira, novembro 17th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: шɛ λя3 Ϯɧɛ ϟ
Conto: Um dia, no intervalo da escola, fui fazer xixi na pia do banheiro das meninas, só de zuera. Mas aquela brincadeira, terminou de um jeito bem inesperado.
Uma garota saiu de um dos reservados, ficou olhando pra mim e pra minha rola, de olhos arregalados e com a mãozinha na boca. Depois foi correndo na diretoria, contar tudo.
Sentado numa cadeira na sala da direção, na frente da mesa do Dr. Antonio o diretor, eu tava muito nervoso, tenso, sem saber o que fazer. Só esperando a bronca.
Ele ficou um tempão me olhando de braços cruzados, depois falou “Quer dizer que temos uma nova aluninha na escola?” eu não sabia o que falar, e ele olhando sério pra mim “Você faz xixi sentadinha, tambem?” fiquei vermelho e olhei pro chão.
Aí o Dr. Antonio bateu com força na mesa, me dando um susto e gritou “Vou te suspender uma semana, pra voce parar com essas gracinhas!” eu, tremendo “Naaaum, meu pai vai me matar!”

(mais…)

Fui visitar um amigo

sexta-feira, setembro 26th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: M.L.
Conto:

Meu nome é Marcelo, tenho 33 anos, sou moreno claro, 1,70 de altura e 80Kgs, pernas grossas e uma bundinha bem carnuda.

Tudo aconteceu quando um amigo meu (que já tinha me comido há muito tempo) me ligou querendo saber como eu estava e coisa e tal.

Ele estava morando em Peruibe e estava casado, perguntou se eu não queria ir no próximo final de semana para visita-los e matar a saudade.

(mais…)

Pretendia comer a irmãzinha, mas acabou comendo o irmãozinho | Parte 01

quinta-feira, agosto 28th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: T.P.
Conto: Ola à todos, me chamo Lucas e vivo em SP. Essa historia verídica que venho relatar aconteceu comigo entre meus 12 e 13 anos de idade e foi marcante na minha vida.

Desde pequeno lembro-me bem de como era engraçado e lucrativo ver os meninos brigarem pelas minhas irmãs, eu sempre ganhava fichas de fliperama, pipas, bolinhas de gude tudo para ajudá-los levando presentes e recadinhos para elas. O fato é que de tanto insistir o Carlos, um dos meninos mais velhos conseguiu namorar uma delas que na época deveria ter uns 22 anos.

 

 

(mais…)

Em uma fazenda no Sul de Minas

quinta-feira, agosto 28th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: A.S.

Conto:

Fui passar uns dias na fazenda de uma tia, isso ocorreu há uns anos. O local era um pouco longe da cidade e na fazenda tinha uma casa grande e não muito distante algumas casas de empregados. Minha tia foi comigo e mais ninguém, de modo que fora eu e ela  só restava na fazenda os empregados.
                Fiquei 15 dias lá de férias e as atividades eram muitas, andar a cavalo, tomar banho numa cachoeira e muitas outras.

O professor de geometria

quinta-feira, agosto 28th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: A.R.
Conto: Espero q gostem do meu primeiro conto.real
Ola me chamo thomaz tenho 15 anos sou de marica rj 1.71 de altura malhado olhos azuis
Estava indo para a escola quando encontro meu professor no portao.caralho que macho era aque corpo sarado olhos verdes peitoral e um megavolume entre as pernas pois falamos de formas triangulos retangulo estas porcaria que temos que aprender fomos para a sala ela esta a quele monumentro passando dever ao que percebi ele tava de pau duro por falar com a espetora,percebendo que eu o olhava percistente mente ele passou um trabalho que nao havia entendido com o resto da sala ele marco comigo a ir em sua cas para me explica pois na hora concordei entao marcamos de nois ver no sabado em frente ao caic m.elomir silva.chegando no dia fui a seu encontro que ja me esperava estava com uma bermuda larga e vi que nao estava de cueca.
-bem vamos la.disse ele

(mais…)

No Cinema

terça-feira, julho 29th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: M.J.
Conto:

Era uma sexta-feira. Tinha saído do trabalho ao fim da tarde e resolvi espairecer com uma ida ao cinema. Passando em frente ao Olímpia, olhei para os cartazes e o filme em exibição não podia ter um título mais sugestivo: “Loira detonada”.
Entrei e o meu lugar preferido estava vago. Entre o corredor e a parede havia filas de 3 lugares apenas e escolhi o lugar do meio na última dessas filas. Podia estar mais ou menos à vontade, sem ninguém atrás ou ao lado. O filme estava no início, mas a loira já estava ocupada com 2 negrões. Enquanto um deles lambia a buceta dela, ela mamava o pau do outro que era enorme.

Comido por Mayara no Sul de Minas

terça-feira, julho 29th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: Macalango
Conto:

Acabei de chegar em casa quando o telefone tocou. Era Mayara. Com sua voz calma e misteriosa disse sem se demorar  para eu ir às 22 horas em ponto…
              Tomei um banho demorado, jantei e depois fiquei aguardando a hora de me encontrar com Mayara.
             Seu corpo era do tipo em forma, com pernas bonitas e pés muito bonitos, sempre muito bem cuidados. Ela gostava de esmaltes de tons claros.

Meu primo é meu primeiro e único macho

terça-feira, maio 27th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: E.F.
Conto: Tudo aconteceu numa tarde chuvosa e as pessoas costumavam estar dormindo ou algo do gênero já que estava frio…e eu estava agasalhado deitado no tapete da sala quando vejo na frente de casa uma moto parar e adivinha quem é? Meu primo um Deus grego 1,80 m moreno olhos meio que esverdiados 20 anos…e comecei a estranhar já que não era nada comum ele vir à minha casa, e quando entrou percebi que seus olhos estavam vermelhos e aquele santo volume estava inchado, algo fora do normal, e percebi que o que ele tinha era TESÃO…

 

(mais…)

Fui pedalar e acabei enrabado

segunda-feira, abril 14th, 2014

Envie os contos para: contato@contosveridicos.com.br
Conto enviado por: M.L.
Conto: Meu nome é Marcelo, tenho 29 anos, sou moreno 1,70 de altura e 75Kgs, tenho uma bunda bem carnuda e coxas grossas e não sou afeminado. Eu cheguei em casa após um dia cansativo de trabalho…estava calor e fui tomar banho e me preparar para andar de bicicleta, uso aquelas roupas de lycra para pedalar. Gosto de pedalar a noite, fui até o Parque do Ibirapuera e parei um pouco e fiquei observando. Nisso encostou um senhor, devia ter uns 50 anos, de roupa esportiva, estava caminhando , começou a puxar conversa, muito bom de papo e ficamos uns 20 minutos conversando.

 

(mais…)

O gerente do hotel

terça-feira, fevereiro 11th, 2014

Conto enviado por: Drii All

Envie teus contos para: contato@contosveridicos.com.br

Uma vez meu pai teve que fazer uma viagem de negocios e me levou junto.

Chegando la fomos pro hotel, passamos pelo balcao e o gerente deu boas vindas e as chaves do quarto. Chamou um funcionario que pegou minha mochila, e a mala do meu pai. Os dois acompanharam a gente ate o elevador. O gerente foi explicando as coisas que tinha no hotel e o outro cara foi levando a bagagem. Enquanto falava, o gerente me dava umas olhadinhas assim meio estranhas, mas nem liguei.

 

(mais…)

O professor de ballet

quinta-feira, julho 11th, 2013

Conto enviado por: R.T.

Uma vez eu tava de boa no meu quarto, mexendo no pc. Ai minha mãe entrou e pediu pra eu buscar a Luana, minha irmã no ballet, porque ela tava ocupada e não podia ir. “Ta bom, mãe” fechei tudo e sai.

Cheguei na academia um pouco antes do final da aula e fiquei olhando elas treinarem. Minha irmã me viu, fez um aceno e continuou treinando.

Nunca tinha entrado numa academia de ballet, então fiquei olhando em volta. Era um salão bem grande, todo espelhado, com barras em toda volta pras bailarinas segurarem enquanto dançavam.

 

(mais…)