Contos Verídicos no Face
Disque Sexo
Disque Sexo
Categorias

Me ferrei Toda

Disque sexo

Meu Nome é Ana, e o que passo a relatar aconteceu quando eu tinha 11 anos.
Eu morara em um condomínio de prédios com 3 torres e muitos apartamentos, sou filha única e como meus pais trabalhavam fora, ficava as tardes sozinha após a aula. Aproveirava para curtir com a turmiha do condomínio que tinha piscina (duas) quadra de esportes, churrasqueiras e área de lazer para crianças.

Cada torre tinha um síndico e u síndico geral que morava no meu prédio. Eu na época tinha quase nada de peitos mas uma bundinha arrebitada e coxas roliças que chamavam a atenção dos homens, eu via isto e amava ser admirada. Gostava de provocar usando mini curtíssimas que geravam brigas com meu pai principalmente shorts pequenos e tops. Quando meus pais não estavam a tarde eu aproveitava para usar as roupas que eles não gostavam que usasse, e ficava desfilando pelo condomínio, atraindo muitos olhares, gostava de me sentar e deixar as pernas propositalmente entreabertas de mini para que vissem minhas calcinhas, eu na santa inocência achava que jamais alguém ali do condomínio tentaria alguma coisa já que eramos viznhos e todos sabiam que meu pai era policial, muito respeitado por todos. Uma tarde estavamos jogando volei eu e varias amigas e amigos, quando de repente a bola caiu sobre o telhado da churrasqueira e não desceu, acontece que a bola era minha, todos foram se despedindo já que acabara o jogo e eu fiquei sem a bola. Fui até o apto do síndico do meu prédio e não tinha ninguém em casa então bati no do síndico geral para pedir uma escada, ele me atendeu muito bem e desceu comigo, fomos ao depósito e enquanto ele caregava a escada ele falou, vc pode depois me ajudar em uma coisa lá em casa? Tenho que arrumar um lustre mas não posso ficar subindo em escada porque to com a perna machucada vc pode me ajudar? Eu vendo que ele estava me ajudando a pegar a bola claro que topei ajuda-lo também, o Sr. Carlos era um coroa de uns 50 anos fortão e até bonito, grizalho com corpo ainda bem em dia. Chegamos na churrasqueira e ele posicionou a escada e disse sobe com cuidado deve estar presa na calha, eu fico segurando a escada, nem me dei conta que estava de mini curtíssima e subi, aí lá de cima olhei para baixo e falei Sr. Carlos está mais lá para o outro lado, vamos ter que trocar a escada de lugar, e vi ele de olhos fixos na minha bunda, só aíme dei conta que ele nadeveria estar vendo toda ela, pois além da mini muito curta, havia enfiado toda a calcinha na bunda, coisa que adorava fazer. Na hora fiquei vermelha mas tentei disfarçar. Fomos para o outro lugar e subi novamente, sentia a medida que subia os olhos dele nas minhas polpinhas, fingi não notar, peguei a bola e desci, disfarçadamente olhei para o volume entre suas pernas e vi que estava de pau duríssimo. Guardamos a escada e fomos para o ap dele. chegamos lá ele disse para eu sentar que pegaria a escadinha na área de serviço, perguntou se queira uma água e disse que não, eu estava nervosa, sabia que ele havia visto minha bunda e que havia gostado e eu estava no ap dele sozinha, ele chegou com a escada e falou tenho que tirar todas as 4 lâmpadas deste lustre e trocar por estas mais econômicas, eu comecei a subir na escada e ele se posicionou bem atrás de mim, como esta era bem menor, minha bund ficou pouco acima de sua cabeça, eu estava gostando e ao mesmo tempo com medo da situação, eu tirei as lâmpadas e alcancei para ele e ele falou na maior cara dura, vc usa roupas lindas sabia? Eu sem graça agradeci, ele então falou adoro estas minis e os biquinis que vc usa na piscina, principalmente quendo seus pais não estão, eu perguntei como assim? Ele então falou, eu sou aposentado, fico o dia todo em casa, sou viúvo, e meu hobby predileto é fotografia, venha cá ver, eu como amo fotos fui até um quarto que ele transformou em estúdio de fotos, tinha muito equipamento, várias máquinas e lentes enormes, e pegou um bolo de fotos reveladas e começou a me mostrar, Quase desmaiei de susto e vergona, O apto dele dava vista para a piscina e apesar de ser no 8. andar ele com as poderosas lentes que tinha irava close como se fosse de 20 cm, todas as fotos que ele me mostrou eram kminhas, na piscina, em todas as poses e closes de minha bunda, xota, de mini saia, muitas fotos em fim, ele então falou, Por isto te disse que gosto de tuas roupas, eu vermelha de vergonha olhei cada uma das fotos e perguntei mudando de assunto, queres que eu coloque as lâmpadas? ele disse, não tenha pressa, e colocou a mão sobre minha coxa, eu estremeci e ele notou, não tenha medo disse, eu fiquei com pena de não ter levado minha máquina para tirar umas fotos de baixo da escada enquanto vc pegava a bola, estava linda a visão, eu tremi, ele então de novo na cara dura perguntou, queres que eu tire umas fotos tuas? eu não sabia o que responder, e falei posso tirar umas lindas de vc e te dou de presente. Eu como sou vaidosa e vendo a qualidade das fotos dele disse que sim mas queria saber que tipo de fotos ele queira, e ele falou como vc quizer, vou te orientando, ele já foi peando a máquina e disse, fica de pé de ali em frente aquele fundo branco, e começou a tirar, dizia para eu fazer poses e carinhas, sorrindo, com cara de braba, de repente ele fala, afora vira de costas e olha para cá, eu fiz e lele fotografando, ele então fala, deita neste puf aí? eu deitei, ele fotografando, ele então fala, abre mais as perninhas, eu sabia que apareceria minha caldinha e falei, ai não Tio, ele disse, se vc não gostar das fotos eu deleto, eu inocentemente abri, ele tirou várias, e mandou eu colocar a mão entre as ernas, coloquei pois assim pelo menos eu tapava minha xotinha, ele mandou eu deitar de bruços deitei, e logo ele disse, puxa a mini pra cima, fiquei roxa de vergonha mas puxei, sabia que minha calcinha estava atolada na bundinha e ela ficaria toda de fora. Aí ele falou agora fica de pé de novo e tira o top, eu falei na jhora, não, ele então disse, teus cabelos loiros são bem compridos, coloca eles pra frente que tapem teus peitinhos e tira não vai aparecer nada, fiz assim, olhando para o volume de suas calças vi que estav totalmente duro, ele então diz, agora tira a mini, eu falei agora já tam bom né tio? e ele então falou olha Aninha, me obedece, já tenho material aqui pra mostrar pra muita gente se vc não for boazinha, tem muito cara que vai adorar ver estas fotos, mas se vc colaborar serão somente nossas, Ali vi que tinha me ferrado e caído no conto dele, estava na mão dele, baixei a mini, eu ali 11 anos quase nua na frente dele, e pensei bom se é só as fotos que ele quer, pois até agora não tinha encostado um dedo em mim, não tem problema, ele tirou muitas fotos mandou eu irar os cabelos da frente dos peitinhos e abriu um enorme sorrizo quando os vio ´por inteiro, e falou baixa a calcinha, eu ira retrucar quando ele falou, me obedece bonitinha, baixei, eu muito branquinha que sou deveria estar roxa que nem um pimentão, logo ele falou para eu sentar de frente no puf com as pernas bem abertas, e abrir minha xotinha com os deos que ele queria fotografar meu cabacinho, que vergonha, mas fiz, ele então largou a máquina, sentou em frente a mim no puf e falou. Aninha, ha muito tempo te observo, sei que vc é safadinha daquele tipo que adora provocar, mostrar e não dar, mas agora vamos ter outro segredinho só nosso, baixou a cabeça e começou a chupar minha xotinha, no início fiquei com medo mas logo o tesão tomou conta de mim, nunca tinha feito nada daquilo, umas duas vezes havia me masturbado, eele ali cupando minha xota levantando minhas pernas lá no alto me escancarando toda para ele, a ponto de meu cuzinho também ficar todo arregaçado para ele, que começou a lingua-lo, que sensação, eu me arrepiava toda e passei a gemer, e ele falou tá gostando né minha putinha, levantou turou a roupa e vi um mastro grande bonito e duro, ele colocou sem pedir na minha boca e disse, chupa que nem um sorvete vai, o gosto era estranho mas era bom, de repente ele para sai do estudio e volta com um tubo nas mãos pede para eu ficar de 4 , lambusa meu cu, e eu falo i que vc vai fazer? e ele falou fica tranquila que sei que vai gostar, toda putinha gosta, meteu um dedo depois dois, eu gemia de dor e tesão logo encaixou a cabeça do pau e começou a me rasgar, vi estrelas ardia muito e logo sentias bola s dele tocar minha bunda, meteu feito louco e enche meu cu de porra. quando terminou disse para eu ficar naqula posição pegou a máquina e fotografou o estrago que fez, e falou agora pode ir, amanhã de tarde depois do almoço vc volta, saí correndo, cheguei em casa fui direto pro chuveiro, chorei feito louca e pensei nunca mais volto lá, mas ao mesmo tempo pensei, se ele divulgar as fotos na internet to ferrada, ele vai rpeso mas meus pais me matam, e sendo assim voltei, no dia seguinte e muitos muitos outros dias, ele me tirou o cabaço, engoli porra dele, litros e litros se somado todas as vezes, em fim virei putinha dele por muito tempo até que com 14 anos denunciei ele pro meu pai, que armou uma blitz na casa dele e o prendeu com todo o material fotográfico dele tbem. A única coisa que aprendi com ele foi ser puta, adoro até hoje transar, hoje tenho 23 anos e trabalho e estudo, mas não fico mesmo sem namoradosem uma boa pica.

3 Comentários para “Me ferrei Toda”

  1. morenogvs Says:
    Ai que tesão você me deu. Gozei muito. Quer transr comigo também? Vou fazer gozar muito. Me escreva contando outras loucuras suas. Quero gozar muito em sua homenagem. morenogvs2009@bol.com.br
  2. Carlinhos Says:
    se kiser uma pica boa meu e-mail e macho.br.381mg@hotmail.com
  3. htoolhoscordemel@hotmail.com Says:
    Aprendeu a ser puta mesmo hein. Parabéns pelo conto, sua safadeza mexeu com os pensamentos do coroa e com os meus tamb.
    Fui

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing