Contos Verídicos no Face
Disque Sexo
Disque Sexo
Categorias

Minha sogra, uma surpresa

Disque sexo

Tenho 31 anos e a histria que vou relatar aconteceu a 1 ano. Sou casado a 3 anos com uma mulher linda, inteligente e muito sensual. Antes de casar, namoramos 11 anos e durante todo esse tempo eu frequentei muito a casa de meus sogros. Minha sogra tem 55 anos, morena, cabelos curtos, muito bronzeada j que costuma frequentar a piscina do clube que somos scios, e bem em forma para esta idade. Ela sempre me tratou como filho, pois desde novo frequentei sua casa. Sempre achei minha sogra muito atraente e gostosa, mas nunca faltei com o respeito e nunca deixei ela perceber algum interesse meu. Tudo comeou a mudar quando eu e minha esposa resolvemos vender nosso apartamento para comprar um maior. A venda aconteceu mais rpido do que imaginvamos e tivemos que morar por 3 meses na casa de meus sogros, pois ainda estvamos procurando o novo apartamento. Nos primeiros dias fiquei meio sem graa por tirar a privacidade deles, mas com o tempo, fomos nos acostumando. Eu e minha esposa dormamos em um quarto ao lado do quarto de meus sogros e sempre que transvamos, tinhamos cuidado para que eles no percebecem. Com o tempo, a minha sogra foi ficando mais a vontade e comeou a usar roupas curtas e camisola, principalmente a noite antes de dormir. Assim eu comecei a perceber o quanto ela me atraia. Quando ela passava por mim de camisola, eu no conseguia desviar os olhos de suas pernas e bunda. Um dia, meu sogro no estava em casa e minha esposa estava concentrada fazendo um trabalho no computador. Minha sogra chegou da piscina e foi tomar banho. Quando ela terminou, saiu enrolada na toalha e foi ao seu quarto trocar de roupa. Ela encostou a porta e deixou uma brecha aberta. Quando eu sai do meu quarto e fui ao banheiro, no pude deixar de dar uma espiadinha e a vi em p de costas para a porta, pelada, passando hidratante em uma perna apoiada sobre a cama. Que bunda gostosa. Meu pau ficou duro na hora e tive que ir ao banheiro bater uma punheta. A partir deste dia, eu sempre tentava dar um flagra nela trocando de roupa e tive a sorte de em algumas vezes v-la pelada. Um belo dia, eu cheguei mais cedo do trabalho e percebi que ela estava em casa, porm achei estranho o silncio da casa. Entrei bem devagar e silencioso e observei que a porta de seu quarto estava fechada. Me aproximei e escutei uns gemidos vindo de dentro do quarto. A porta estava fechada, mas dava para espiar pelo buraco da fechadura. Quando olhei, vi minha sogra de quatro na cama e meu sogro socando a rola nela. Ela gemia igual a uma louca e pedia para ele meter cada vez mais forte. Da mesma hora meu pau ficou duro e comecei a bater uma punheta. No consegui terminar, pois meu sogro avisou que ia gozar. Na mesma hora ela se virou e colocou o pau dele na boca e engoliu toda a porra. Que experincia. Nunca imaginei minha sogra fazendo uma coisa assim. Na mesma hora eles comearam a se vestir e eu corri para fora do apartamento para fingir que ainda estava chegando. Depois deste dia, eu coloquei na cabea que tinha que comer minha sogra novamente e comecei a chegar mais cedo do trabalho para encontr-la sozinha em casa e poder ver mais alguma cena de putaria. Em um desses dias tudo aconteceu. Cheguei da mesma forma com antes, bem devagar, e a porta do quarto estava fechada novamente e eu escutava gemidos. S que achei estranho, pois meu sogro estava viajando. Fui para olhar pela fechadura e minha sogra estava deitada na cama se masturbando. Acho que ela devia estar na seca, j que meu sogro estava viajando a 15 dias. Fiquei olhando e pude reparar melhor nos detalhes de seu corpo. Seus seios eram pequenos, sua pernas grossas, e sua xoxota carnuda e bem depiladinha, s com uma linha de pentelho. Desta vez eu no aguentei e dei uma de joo sem brao e abri a porta fingindo estar procurando alguma coisa. Quando ela abriu os olhos e me viu, no sabia o que fazer. Pegou rapidamente o lenol para se cobrir. Eu fingi tambm estar sem graa e pedi desculpas. Ela ficou deitada na me pedindo desculpas.

- desculpa meu filho…

- que isso..eu que tenho que me desculpr por entrar assim no seu quarto..achei que a senhora no estava em casa..no precisa ficar envergonhada..no vou contar para ningum e isso que a senhora est fazendo normal, ainda mais para que est longe do marido n??

- pois ..ele est longe e fiquei com saudades.

Neste momento eu sentei ao lado dela na cama e resolvi arriscar. Coloquei uma mo sobre sua perna coberta pelo lenol e disse:

- no fique com saudade..a senhora no est sozinha..

E comecei a deslizar minha mo sobre sua perna. Ela fechou os olhos e percebi que o batimento de seu corao acelerou e sua respirao ficou ofegante. Eu bem devagar fui levantando o lenol e coloquei minha mo por debaixo. Sua pele estava arrepiada e quente. Ela estava imvel e de olhos fechados. Continuei passando a mo na sua coxa e percebi que ela afastava as pernas bem de leve. Entendi logo o que ela queria. Com isso fui passando a mo mais para a parte interior da coxa e cada vez que eu me aproximava de sua virilha, ela abria mais um pouco a perna. At que meu dedinho tocou sua xoxota. Estava encharcada e quente. Quando encostei, ela deu um gemidinho e logo percebi que estava totalmente entregue. No tive outra coisa a fazer. Me abachei, abri suas pernas e comecei a chupar aquela xoxota linda. Neste momento ela esqueceu que era minha sogra e segurou meu cabelo e comeou a puxar minha cabea e a gemer igual uma louca.

- isso..me chupa..chupa minha bucetinha…que delcia

Eu chupava e enfiava meu dedo naquela buceta quente. No demorou muito pra ela gozar na minha boca. Depois ela pediu para eu me levantar e ficar de p a sua frente..Ela tirou meu cinto, abriu minha cala e colocou meu pau pra fora..Comeou a chupar com maestria..Confesso que melhor que sua filha..Que boca deliciosa..Como chupava gostoso..Nisso ela parou de chupar e pediu pra eu meter nela de quatro… obedeci na hora…coloquei ela com aquele rabo lindo pra cima e comecei a estocar…ela pedia para meter cada vez mais forte, igual fez com meu sogro.. Quando anunciei que ia gozar, ela se virou, meteu meu pau na boca e comeou a chupar…gozei maravilhosamente..a muitpo tempo em no gozava com tanta intensidade…parecia que no ia acabar mais de sair porra..e ela bebendo tudo…quando acabei, ela olhou pra mim e falou que ainda no estava satisfeita…que ainda faltava me dar uma coisa…logo entendi e meu pau levantou na mesma hora…a muito tempo no conseguia dar duas seguidas assim…ela ficou de quatro novamente, pegou meu pau e lubrificou na sua bucetinha encharcada e posicionou na entrada do cuzinho…coloquei a cabecinha e ela deu um gemidinho e pediu para ir devagar…fui forando e aos pouquinhos a rola foi entrando….quando minhas bolas bateram na sua bunda, eu comecei um vai e vem lentamente at comear a estocar forte…ela gemia igual a uma vadia e pedia para bater na sua bunda…

- fode meu cuzinho..fode forte…me bate…fode sua sogrinha…safado

no demorou muito para eu gozar novamente, s que dessa vez dentro do cuzinho dela…foi maravilhoso. sua filha nunca havia me dado o rabinho…desabamos na cama exautos e ela correu para o banheiro para tomar banho. quando ela saiu do banheiro eu entrei e depois disso ela fingiu que nada aconteceu. Nunca mais tivemos nada e um segredo nosso. Confesso que tenho remorso pelo meu sogro e minha esposa, mas no posso negar que foi uma das melhores fodas da minha vida.

1 Comentário para “Minha sogra, uma surpresa”

  1. abusado Says:
    Parabens adorei seu conto pena ke não rolou mais nada entre vcs se eu fosse vc daria um jeito de dizer a ela ke sente saudades dela e ke foi a melhor transa de sua vida e ke vc não consegue eskecer e ke tem vontade de repetir..Sorte a vc e abraços…. Abusado

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing