Contos Verídicos no Face
Publicidade
Produtos Originais
Categorias

O cunet da minha esposa

Disque sexo

Conto enviado por: ALex

Olá, meu nome é Alex, tenho 42 anos e sou casado ŕ 20. Tenho uma vida conjugal muito sólida, minha esposa é maravilhosa, porém muito recatada.
Eu adoro sexo oral e acho que entre 4 paredes vale tudo para o prazer, ela até

já fez sexo oral algumas vezes, mas parece năo gostar muito.
Em todo esse tempo de casado eu ainda năo a tinha levado a um motel. Um dia resolvi fazer uma surpresa uma surpresa, convidei ela para dar uma volta, e sem dizer nada entrei num motel. Ela ficou calada, quando já estávamos lá dentro eu disse que queria realizar esse sonho.

 

Ela estava meio tensa mas foi relaxando aos poucos, talvez pelo ambiente, os espelhos, etc. senti que a minha esposa estava diferente, com mais tesăo, mais solta, mais liberal. de cara ela me fez um boquete maravilhoso sem que eu pedisse, isso em casa era impossível.
Fomos para a piscina, estava uma delicia pois era Verăo e a água estava numa temperatura super agradável. Fizemos amor ali mesmo.
Minha esposa năo é de beber, mas ali nós já estávamos na segunda garrafa de vinho. Ela já estava meio alterada, começámos entăo a fazer um 69 delicioso, eu estava por baixo e a visăo daquele cuzinho na minha frente me deu um tesăo enorme. Entăo eu resolvi inovar, fazer o que ela jamais permitiria de sóbria.
Comecei a passar a língua na sue bucetinha até ao cuzinho, senti que ela deu um gemidinho, entăo continuei, passei a demorar mais um pouco no cuzinho enfiando toda a língua e colocando o dedo na sua bucetinha. Ela passou a gemer mais alto, quase gritava. De repente ela parou de me chupar e enfiou a língua no meu cu também, fiquei assustado mas era gostoso demais. ela me chupava e me punhetava, eu nunca tinha experimentado uma coisa assim, só quem já fez é que sabe o quanto é gostoso senti que ela estava me imitando, entăo continuei chupando a sua bucetinha e enfiei um dedo no seu cuzinho que já estava lubrificado, passei a fazer um vai vem bem gostoso, ela rebolava, dizia que estava gostoso, gemia, gritava. De repente meteu meu pau todo na boca até ŕ garganta, depois enfiou o dedo no meu cu que também já estava lubrificado com a sua saliva. Aí foi demais, eu é que passei a rebolar, a gemer e a gritar, pedia para ela enfiar mais.. Ela metia e tirava, fazia um vai vem e eu fazia o mesmo com ela. Năo sei quem rebolava, gemia e gritava mais!!! Nessa loucura gozamos juntos um na boca do outro.
Foi um orgasmo tăo intenso que dormimos naquela posiçăo, depois de 2 horas de sono acordamos meio tontos, ainda tentei mais alguma coisa mas ela disse que queria ir embora, estava preocupada com as crianças.
No carro quase năo nos falamos, nunca mais tocámos no assunto. Em casa já tentei fazer a mesma coisa mas ela năo me deixa, nem a bucetinha ela me deixa chupar.
Uma vez estavamos fazendo amor de 4 e tentei colocar meu dedo no seu cuzinho, mas ela rapidamente mudou de posiçăo.
Já a convidei para ir-mos ao motel novamente mas ela năo aceita. Năo tenho coragem de tocar no assunto, pois tenho medo que ela pense que eu sou Gay, o que năo sou, mas confesso que aquela experięncia mexeu comigo.

alex45rjcentro@hotmail.com

2 Comentários para “O cunet da minha esposa”

  1. serguião Says:
    cara que conto maravilhoso., me deu tanto tesão que acabei batendo uma punheta
  2. mirella Says:
    Alex tua espôsa está devagar e você ja esta na seca com muitos desejos é a pior coisa tente beber uns gole de vinhos com éla e depois parti para a transa chupe o cuzinho dela com o dedo na bucetinha deixe éla fazer o mesmo com você deixe éla de quatro inicia a penetração bem devagar no cuzinho vai até a metade do seu pau com muito amôr e carinho repita mais ou menos umas 20vezes até êla se acostumar e ficar laceado depois é prazer puro.

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing