Contos Verídicos no Face
Publicidade
Produtos Originais
Categorias

O sonho de uma menininha safada

Disque sexo

Em um dia normal fui a um hipermercado que é próximo á minha casa, aonde vou seguidamente. Quase toda semana vou lá. Certo dia por volta da metade do ano passado encontrei um cara que trabalhava lá, um sujeito muito lindo e gostoso, alto, deve ter mais de 1,80, loiro, olhos verdes e bronzeado.Eu adoro caras altos porque tenho 1,70 de altura e é difícil pra mim namorar caras muito baixos. Sou até bonitinha, tenho cabelo castanho ondulado que vai até minha cintura, seios fartos e não tenho uma bunda gigantesca mas não tenho nada contra ela. Desde então tenho o observado imaginando-me pegando de sua mão e o levando para o banheiro para fazer coisas inacreditavelmente sacanas e sujas. Noite passada tive um sonho que realmente me deu vontade de escrever . E lá vai.


Eu tinha ido dormir alegre e tranqüila, já imaginando que iria sonhar com ele por ele ter participado tanto do meu dia. No sonho eu tinha ido ao hipermercado tão familiar pela milionésima vez , comprei minhas coisas e voltei pra casa normalmente, triste por não te-lo visto em lugar nenhum. Chegando em casa logo percebi que havia algo errado, a casa estava toda escura não havia nem uma lâmpada acesa quando acendi a luz da varanda ouvi um barulho e apaguei de novo pensando que ninguém conhecia minha casa tão bem quanto eu e eu estava acostumada a andar ali com tudo apagado, sendo assim teria mais chances de me dar bem se tivesse algum bandido escondido em algum canto. Ando meio paranóica até a sala, nada. Dou mais uma volta, olho dentro de meu quarto nada, no quarto de meu irmão, nada também. Decido ir para o lado da cozinha e do quarto de vestir quando entro no quarto de vestir sinto uma presença, me assusto tenho um impulso de gritar por socorro, mas, antes de poder sugar o ar para poder gritar ele me agarra.

Com suas mãos ao meu redor me empurra para a parede e só não bato de cabeça por que pus minhas mãos para me apoiar .
Ele chega perto encaixado em mim perfeitamente avança sua cabeça para perto da minha, chega ao pé do meu ouvido e diz : “isso pode ser do jeito fácil sem dor ou do difícil”
Enlouquecida pelo seu toque e pelo seu álito na minha maçã do rosto já sentindo o calombo em suas calças que estavam encostadas na minha bunda de um jeito irresistível disse : “eu quero do jeito difícil, o que você vai fazer?’” Eu sabia que era ele, eu tinha conhecido a sua voz aguda e máscula.
Ele me vira de frente para ele e olhando nos meus olhos diz em um tom daqueles que não tem como se descutir : “vai para o banheiro espera por mim, eu já estou indo.”
Fiz exatamente o que ele mandou. Lavei meu rosto com a água fria, mal acreditando no que tinha acabado de acontecer e só imaginando o que iria acontecer a seguir.
Alguns minutos depois ele entra no banheiro escuro com aquele jeito de homem que me deixa louca apesar de ele não ter mais de 24 anos. Ele me beija enlouquecida e apaixonadamente, sua língua quente dentro de minha boca, seus braços ao meu redor passando por minhas costas e indo mais para baixo em direção aos meus glúteos, causando-me arrepios de tanto prazer. Ele me agarra no colo daquele jeito clássico igual á diário de uma paixão e me deita na cama delicadamente olhando diretamente nos meus olhos, abre o botão de meu short e o desliza por minhas pernas até estar completamente fora de mim e joga no chão. Subindo mais, ele deita em cima de mim se apoiando nos joelhos para eu não sentir o seu peso ele levanta minha blusa preta de alcinha. Eu não estava usando sutiã, meus seios são bem durinhos e não tenho tanta necessidade de usar sutiã. Assim que ele tira minha blusa vejo em seus olhos um desejo imenso, como se ele fosse um mendigo que não come há dois dias e vê um burguer king enorme. Coloca suas mãos em meus peitos e diz com uma voz meio rouca e abalada igualmente como eu estava me sentindo: “esses são os peitos mais lindos que já vi, agora só me resta cair de boca humildemente!”
Amando seu toque eu já estou tremendo te tanto tesão. Ele molha os lábios e devagar ele começa a lamber meus seios . Eu não me seguro e solto um gemido que pareceu um “ohaah” e ele olha pra mim com olhar sapeca. Nesse momento ele da uma mordidinha que me fez pular, quando terminou de chupar, lamber e morder meus dois seios de maneira que quase me fez gozar ele começou a descer a cabeça e fazendo uma trilha pelo meu ventre chegou á minha vagina lambendo meu clitóris com a língua reta, do jeito que pelo que eu sei só um cara experiente sabe. Isso me fez sentir como se tivesse enlouquecida como se não existisse mais nada a não ser eu, ele, a cama e a sensação que eu estava sentindo que realmente não sei como descrever era muito excitante . Mas eu sabia que uma hora ele iria me penetrar e iria doer muito. Eu era virgem,e, havia me mantido assim por que não conhecera ninguém que me deixasse com vontade de praticar esse ato antes, mas, esse cara, deus, ele me deixava louca. Com certeza eu queria e iria dar para ele. Era a melhor oportunidade que eu tivera até agora, e eu iria aproveitar. No meio de gemidos disse pra ele: olha, quero te dizer uma co-co-isa muito importante, e- ‘uhh’ eu sou ahh virgem.
Ele para, olha pra mim, e diz : eu sei, vem cá, tu precisa gozar pelo menos 3 vezes antes de eu te penetrar, se não irá ser muito doloroso e não irás agüentar. Eu fui pra perto dele que á essas alturas já estava nu, sentei na sua perna ignorando que seu pênis estava encostando em minhas costas e fazia cócegas. Ele levou sua mão até minha vagina para me masturbar eu olhei para trás e dei um longo e muito gostoso beijo nele enquanto ele começava a mover a mão em um ritmo contínuo que eu já conhecia coloquei minha mão direita em cima da mão grande e grossa dele a minha mão parecia 3 vezes menor que a dele. Observando nossas mãos ali se movendo eu comecei a sentir que estava vindo, eu estava começando a gozar.
Em alguns segundos eu já estava sentindo aquela incrível sensação que sempre tenho quando me masturbo mas em maior grau pois estava sentada no colo de um cara e ele era extremamente gostoso e eu o desejava há mais ou menos 6 meses. Assim que gozei virei de frente para ele olhando em seus grandes e satisfeitos olhos verdes que eu tanto admirei de longe nesses últimos meses. Der repente eu não queria mais esperar, eu o queria dentro de mim, queria sentir que pela primeira vez iria ter um pau dentro de mim e iria ser o dele, tinha que ser o dele e iria ser!
“Eu quero agora! Eu te quero dentro de mim agora! Não quero mais gozar se não for junto de ti.”
“mas, vai doer! Você está disposta a isso?”
“Sim, quando você apareceu do nada aqui e me perguntou se eu queria do jeito fácil ou do doloroso eu disse que queria do doloroso não?”
“Sim, mas achei que fosse apenas o calor do momento.” Ele deu uma risada que me fez sorrir.
“Mas eu quero agora, eu não quero mais esperar, eu não agüento mais esperar… “
Ele me puxou para perto me colocando em cima de seu membro e encostando todo meu tórax nele e me dando um abraço muito forte e eu fui tomada pelo seu cheiro, eu sabia a quantidade de feromônios que existiam ali, e aquele cheiro que era selvagem, de alguma coisa muito atraente, uma coisa muito, mas muito boa.
Ele me levantou um pouco com suas duas mãos para que eu pudesse encaixar seu pênis dentro de mim, pelo menos a ponta dele. Eu falei baixinho, sussurrando para ele em um tom que não reconheci como meu : Eu preciso de ti, me abraça forte, não vai ter dor que possa me atingir desse jeito. E ele me abraçou ainda mais forte que antes, descansando sua cabeça no meu ombro e se deslocando para dentro de mim.
“aaaaaaaaaaiiiiii” eu pensei pra mim mesmo, mas o que saiu foi um “ahhhhh” gigantesco. Era dor misturada com prazer, uma coisa mais inexplicável que quando ele me chupou. Eu só conseguia pensar nos movimentos que estávamos fazendo como se fossemos um só, e a dor já não era mais tão importante.. a dor já estava sendo insignificante.. até que a dor parou e eu só conseguia sentir a explosão de amor, paixão e calor. Logo depois nos deitamos e ficamos abraçados só curtindo o momento de relaxamento que um grande orgasmo causa. Caímos no sono, quando acordei ele não estava mais lá.

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing