Contos Verídicos no Face
Aumente teu Pênis
Faça Sucesso
Categorias

Onibus Lotado

Disque sexo

Todos os dias a mesma agonia para ir ao trabalho, aqueles ônibus completamente lotados e eu já não agüentava mais aquela vida, sempre procurava chegar bem cedo no terminal para poder ser um dos primeiros a entrar e pegar um lugarzinho pra sentar, até que um dia perdi a hora e quando cheguei já tinha formado aquela muvuca no ponto, mas eu não tinha o que fazer não podia perder a hora no serviço, teria que ir em pé durante toda a viagem.

Assim que o ônibus chegou todos entraram e eu fiquei tão apertado ali no meio que não podia nem sequer me segurar em lugar nenhum. Logo que saímos do terminal percebi que um homem loiro e alto me olhava de vez enquanto, quando ele percebeu que eu havia notado que ele me olhava, discretamente ele disfarçava e ficamos assim até o meu ponto, quando desci, ele me deu uma última olhada penetrante e eu fiquei desconsertado e preocupado com a atitude dele pois não sabia quem ele era ou o que queria.
No dia seguinte cheguei cedo ao terminal e consegui um lugar pra sentar, porém não vi o tal homem, não consegui me sentar na poltrona que eu preferia que fica junto a janela e tive que me contentar em ficar do lado do corredor, depois de umas quatro paradas e de todo aquele empurra-empurra e sobe e desce percebi que a pessoa que estava em pé ao meu lado esfregava discretamente o pau duro no meu braço, fiquei um pouco incomodado com aquilo e quando olhei vi que era o mesmo homem loiro que me olhava no dia anterior, notei também que ele tinha um pau enorme e grosso, eu nunca havia passado por uma situação dessas e fiquei surpreso comigo mesmo ao notar que estava começando a gostar da brincadeira, gostar não estava adorando aquela sensação diferente e que me deixou todo arrepiado de tesão, ele tinha um pau enorme , gostoso e bem duro eu tinha vontade de abrir o zíper da calça dele e chupar aquela delicia de pau ali mesmo,quando o olhei vi que ele tinha percebido que eu estava deixando e gostando daquilo tudo. Disfarçadamente eu me mexia no banco e esfregava meu braço no pau dele, foi a viagem mais rápida e gostosa que eu fiz até o trabalho, na hora de descer aproveitei pra me deliciar daquele momento maravilhoso e levantei bem devagarzinho passando meu braço inteiro naquela pica dura, enorme e deliciosa.
Quando cheguei ao ponto no dia seguinte percebi que tinha chegado cedo e que com certeza conseguiria me sentar, mas meus planos eram outros, fiquei esperando o homem loiro chegar e assim que ele chegou fiquei mais ou menos próximo, entramos no ônibus mas não consegui ficar perto dele, fiquei com muita raiva porque queria sentir aquele pau de novo, mas naquele dia nada saiu como eu queria.
Mas não deixaria passar a próxima oportunidade ainda dentro do terminal no dia seguinte fiquei coladinho nele e assim que ônibus chegou entramos, tive que dar alguns empurrões nas outras pessoas pra que eu pudesse ficar juntinho dele, mas de novo não consegui ficaram umas duas pessoas entre nós, porém eu não me agüentava mais de tanta vontade de sentir aquele homem novamente e me aproveitando quando alguns desciam nos seus respectivos pontos escorreguei por entre os passageiros e fiquei bem na frente dele, estava louco de tesão, não podia perder tempo porque queria sentir aquele pau de novo e comecei a encostar a minha bunda nele e rapidamente eu pude sentir a felicidade dele crescendo e se esfregando bem devagarzinho na minha nádega esquerda, disfarçadamente ele se ajeitou e encaixou aquele pau enorme no meio da minha bunda, senti um arrepio gostoso subindo pelas minhas costas até minha nuca, estava me deliciando com aquele pau gostoso, fui a loucura com aquilo, depois com uma das mãos livres ele começou a me apalpar com muito carinho e eu quase explodi de tesão, também não perdi tempo e coloquei a mão para trás e comecei a acariciar aquela delicia de rola, ficamos assim sem dizer uma palavra então ele fez uma coisa que eu não esperava, se aproveitando da super lotação ele abriu o zíper pegou a minha mão e a colocou pra dentro da sua calça, tive uma surpresa deliciosa quando notei que ele não usava cueca, eu não acreditava no que estava acontecendo comigo dentro daquele ônibus lotado, delicadamente e disfarçadamente eu acariciava aquele pau enorme e gostoso, senti aquela delicia latejando na minha mão quase explodindo, aí comecei a mexer com mais velocidade, tudo bem disfarçado pra que ninguém notasse mas vi que uma senhora estava olhando meio sem entender o que acontecia ali, eu estava amando aquilo e o moço loiro também então nem me incomodei com a mulher que olhava, eu estava nas nuvens, e quando menos esperava senti jorrar aquele leite delicioso e quentinho na minha mão, foi maravilhoso tudo aquilo.
Ficamos assim durante alguns dias eu o procurava e ele me procurava antes de entrarmos no ônibus, sempre sem ninguém dizer nada, depois de alguns dias ele simplesmente sumiu e nunca mais o vi, me arrependo muito de não ter conversado com ele ou apenas passado do meu ponto e descer junto com ele, mas não sabia qual seria a sua reação se eu fizesse alguma dessas duas coisas então deixei como estava. É uma pena ele não estar mais no ônibus, mas depois disso nunca mais me preocupei em viajar em pé, quem sabe a sorte não vai aparecer novamente e deixar meu caminho para o trabalho muito mais interessante e excitante.

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing