Traindo meu namorado no churrasco

Olá meu nome é Fernanda, tenho 19 anos, sou branca com cabelos pretos, tenho 1,60 de altura, 51 Kg , seios médios, bumbum empinado. Sou muito bonita, recebo várias cantadas. De acordo com certos vocabulários, “sou pouco rodada”, tive minha primeira experiência com meu segundo namorado aos 18 anos que transamos só 3 vezes e com meu atual que namoramos à 4 meses. Essa minha experiência que vou relatar aconteceu agora em Setembro de 2007. O amigo do meu namorado resolveu fazer um churrasco para poucas pessoas logo após o futebol da turma num sábado à tarde. Seus pais foram para a fazenda e ele estava sozinho em casa. Estava eu e meu namorado, o Eduardo o dono da casa, Ronaldo com sua namorada, o Dênis e o Fábio. O Churrasquinho começou por volta das 17:30 hs, poucas pessoas muita música e muita bebida, não gosto muito de beber, fico tonta rápido. Por volta das 22:00 hs o Dênis e o Fábio foram embora e o churrasco continuou agora sem carne com muita música e pouca bebida, mais ou menos 23:00 hs a cerveja acabou e eles decidiram sair para comprar só que não tinha nenhum bar aberto por perto, foram meu namorado e o Eduardo o dono da casa. Ficou eu o Ronaldo e sua namorada que nesta hora já estava bêbada e foi dormir no quarto da irmã de Eduardo. Fiquei sozinha com Ronaldo, ele estava mexendo no som e colocou um forró e me chamou para dançar, aceitei porque somos conhecidos à bastante tempo. Quando eu tinha 16 anos em uma dessas festinhas dei um beijo nele, foi coisa rápida. Ele é um moreno forte tem 26 anos, 1,85 de altura, é muito bonito e deixa muitas garotas babando. Começamos a dançar, e como estávamos sozinhos ele começou a encostar muito, eu estava com uma blusa de malha e uma saia fina e ele me virando e ralando seu pinto na minha bunda. Em uma dessa viradas ele me pegou e começou a me beijar, eu sem reação não tive escolha porque ele também chamava minha atenção. Ele me pegou e me levou para a garagem que fica logo ao lado da varanda, encostamos no carro e ele começou a chupar meus seios e pegar na minha bucetinha. Ele levantou minha saia e me deitou no capô do carro e começou a chupar minha buceta, nunca tinha sentido uma sensação tão gostosa, não cheguei a gozar mas estava toda molhada. Ele estava de short e tirou seu pinto para fora e começou a forçar minha bucetinha, não chegou a enfiar, estava doendo muito, não sabia se era por causa da posição ou pelo nervosismo de alguém chegar. Paramos com o amasso e combinas de nos encontrar no dia seguinte às 3 horas da tarde porque ele estava de férias e eu estudo de manhã. No dia seguinte quando terminou a aula na faculdade fiquei para fazer alguns trabalhos e as 3 horas ele me pegou de carro e fomos para um motel. Quando chegamos fui tomar um banho porque estava muito suada. Quando estava tomando banho o Ronaldo entrou no box, aí é que fui perceber porque ele não conseguiu me penetrar, seu pinto tinha 23 cm e uma grossura que minha mão só conseguia contornar a metade do seu pinto. Eu não sabia o que fazer porque os meus dois namorados não tinha mais do que 16 cm e era fino. Fomos para cama e primeiro comecei a chupar aquele pinto, no começo esta ruim porque era muito grande e muito grosso, mas logo logo estava sabendo como chupar um pinto desse tipo. Eu me deitei e ele começou a me chupar, mas que delícia, sua língua no meu grelinho e ele descia e lambia meu cuzinho estremeci quando gozei, era a segunda vez que eu gozava com alguém me chupando. Eu pedi para que ele deitasse para eu sentar em cima, aí dava para eu controlar a penetração. Comecei a sentar e foi aí que eu percebi como era grosso, entrou mais ou menos uns 10 cm e eu comecei a subir e descer até acostumar com a grossura, deitei na posição papai e mamãe e pedi para que ele enfiasse devagar. Quando ele começou a enfiar dava para sentir cada centímetro me dilatando até os seus cabelos encostarem na minha bucetinha depilada. Quando entrou tudo eu pedi para que ele parasse só para sentir aquilo tudo dentro de mim, aí ele começou um vai e vem, mas que delícia, eu abracei suas costas e entrelacei minhas pernas também nas suas costas e fiquei pendurada e ele socava forte até eu soltar e deitar no colchão com outro gozo. Ele me colocou de quatro e batia com seu pau grosso na minha bunda, quando começou a enfiar vinha outra sensação gostosa, ele batia na minha bunda, me chamava de piranha. Nunca tinha visto tanta resistência, tinha mais de 25 minutos que eu estava com aquele pinto na minha buceta, já estava até me sentindo mais relaxada quando ele tirou o seu pinto da minha buceta e me pediu para chupar, nessa hora eu estava me sentindo uma puta porque nunca tinha chupado alguém depois de ter enfiado em mim. Fiquei chupando por uns 5 minutos, foi quando eu senti que ele ia gozar, e pela primeira fez alguém gozou na minha boca, engoli um pouco e o resto escorreu pelo meu corpo. Fiquei ali toda suja deitada ao seu lado assistindo ao filme pornô. Passou uns 20 minutos ele sugeriu para fazermos tudo que estava passando no filme, aceitei de imediato: fizemos um 69, sentei no seu pau, ele me comeu em pé, e de quatro, mas não imaginava que iria rolar um sexo anal. Como combinado é combinado tive que aceitar, mas esta história fica para depois.

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing