Um amigo de meu esposo me comeu

Volta e meia, lá vinha meu marido com conversa se eu gostaria de transar com outro, eu lhe dizia que não, que isto só estragaria nosso casamento, na verdade tinha medo que nossa vida conjugal virasse um inferno, tenho um tesão imenso e como a proposta partia dele comecei a pensar no que ele propôs, então certo dia, fraquejei em dizer-lhe que ele que sabia, eu tinha curiosidade de experimentar outro homem afinal como mulher me sinto muito fêmea, constrangida jamais expressei meu desejo de conhecer outro. Casei com um homem muito liberal que diz que o mundo é feito de prazeres, em parte creio que tem muita razão. Que a vida já é complicada para que complicar mais, são suas palavras. Pois bem ele armou tudo, quando lhe disse que ele que sabia logo deu um jeito de conversar com um amigo nosso que ele sabia ser livre. Num belo dia saí a passear com os dois, sem saber que já haviam conversado sobre nosso amigo transar comigo, somos do sul e fomos para os lados da cidade de Caxias, na estrada há vários motéis quando vejo meu esposo entra em um, fiquei nervosa sem reação, logo meu marido acalmou-me dizendo deixa rolar ou qualquer coisa parecida como tenho grande apreço por este amigo logo me acalmei embora me sentisse envergonhada. Ainda não disse a vocês meu tipo físico, mas aqui vai, sou morena clara, magra, cabelos negros medianamente longos, me depilo completamente, tenho uma bunda avantajada que chama a atenção dos homens, como dizem um belo traseiro, pernas bem torneadas, sem falsa modéstia um belo corpo. Falam que tenho um bonito rosto. Mas vamos ao caso, no quarto meu esposo sugeriu-me tomar banho, era um dia de calor, minha cabeça rodava, tudo era inusitado, logo nosso amigo adentrou no banheiro, queria tapar-me, porém nada havia, pela primeira vez outro homem via-me nua, ele entrou de cueca, olhei seu corpo e vi que era forte, másculo, me abraçou e veio beijar-me correspondi sem muita volúpia, começou a passar a mão em meu corpo, acariciando-me inteiramente, quando seus dedos roçaram meus lábios vaginais, o tesão já tomava conta de meu corpo, sua boca sugava intensamente meus seios, nem vi retirar a cueca, somente senti seu pau duro a roçar no meio de minhas pernas, ele procurava ajeitar-se vagarosamente tentando penetrar-me. Num daqueles carinhos senti seu pau, duro, quente como brasa invadir-me, ajeitei-me como pude para recebê-lo por inteiro, aquele pau estranho me penetrando, pulsando dentro de mim, soltei um débil gemido e deixei que ele enterrasse tudo, senti a dureza de outro macho, ele começou um vai e vem… lento, no qual ele enfiava tudo, vinha na porta de minha bocetinha e enfiava tudo outra vez. Não demorou muito, o senti encher-me com sua porra farta, quente, gozei junto, ficando abismada com as esguichadas abundante de sêmen que ele largava, eram jatos fortes que eu sentia no fundo de minha vagina. Depois de muito me acariciar me banhou levando-me para a cama juntamente com meu esposo, aquele homem bem mais jovem que nós com 28 anos, que temos 43 e 40 anos, não parava um minuto de acariciar-me, logo veio por cima de mim levantando minhas pernas na altura de seus ombros e enterrou de um único golpe seu caralho inteirinho em mim, começou um vai e vem rápido arrancando-me gemidos e suspiros profundos me fazendo gozar intensamente em seus braços. Dava estocadas violentas, profundas querendo entrar todo em mim, adorei o momento em que ele encheu minha bucetinha com sua seiva, deixando-a no fundo, banhando intensamente meu útero com seu esperma.Este nosso amigo não fuma, e raramente bebe álcool, credito a isto e ao serviço nas lides do campo sua ereção prolongada, pois após deixar-me completamente satisfeita e de ter gozado duas vezes ele simplesmente colocou-me por cima dele fazendo com que eu o cavalgasse, seu pau agora me parecia mais duro, eu rebolava bastante em cima de sua rola, de vez em quando levantava meu corpo deixando a cabeça na porta de minha bocetinha e sentava de vez enterrando sua pica inteirinha dentro de mim, nesta hora decidi aproveitar tudo o que podia, tudo que a vida estava me oferecendo, rebolei despudoradamente, gozava intensamente com aquela pica diferente enterrada dentro de mim. Meu esposo vendo-me cavalgá-lo acariciou meu cuzinho e enterrou seu pau inteiro, pela primeira vez eu estava experimentando uma dupla penetração, eu gemia, sentia-me muito mais mulher com os dois paus indo e vindo, a sensação de preenchimento total, o prazer era tanto que soltei um grito e gozei com aqueles dois cacetes. Nesta hora eles encheram-me com a seiva do carinho, do prazer. Foram os dois muito gentis comigo, vendo meu gozo fizeram ambos um lento vai e vem, até acalmar-me, os dois esperando minha respiração voltar ao normal. Sai de cima de nosso amigo, aos beijos, abraços e muitos carinhos. Após aquela magnífica transa em que fui duplamente penetrada, meus amantes encheram-me de dengos e afagos, beijei-os acariciei-os e sinceramente amei-os. Eu já estava satisfeitíssima, mas nem de longe imaginava o que estava por vir, o que foi uma grata surpresa, muito embora deva confessar que fiquei exausta. Passado o tempo de carinhos fui ao banho, deixei os dois conversando, a água quente deu-me um novo animo. Minutos depois entra no chuveiro nosso amigo, abraçou-me fortemente, como se a muito tempo fosse meu amante, cheio de carinhos, suas mãos passeavam por meu corpo, meus seios preenchiam suas grandes mãos, apertava os bicos e os beijava, senti o pau duro na beira de meus lábios vaginais, então ele virou-me de costas e ficou com o pau encostado em minha bundinha, acariciava meus seios com as duas mãos e com o pau fazia o movimento de vai e vem roçando meu cuzinho e minha bucetinha, com uma das mãos abriu minhas nádegas e encostou a cabeça do pau no meu cuzinho, foi enfiando devagarzinho até que senti ele todo dentro, nesta hora encostou-me na parede que estava morna pois estávamos a bastante tempo embaixo d’água, com suavidade mas com muito vigor começou a socar dentro do meu cuzinho um entra e sai gostoso, com uma mão bolinava meu grelo, eu jogava minha bundinha pra traz pra ele enterrar o mais profundo possível, com a outra mão ele abriu bem minhas nádegas pra que o pau entrasse todo; descontrolada rebolei minha bunda o mais que pude, nesta hora o que mais queria era que ele enchesse meu cuzinho com sua porra, comecei a gemer alto, meu corpo tremia todo, o gozo veio forte, cheio de gemidos, ele sabia que estava arrancando de mim um gozo profundo, creio que seu lado de macho aflorou ainda mais e senti o pulsar do pau soltando dentro de mim aquele leite quente, eu quase soluçava de prazer. Fiquei tremendo em seus braços. Esperou me acalmar e banhou-me carinhosamente, sempre com suas mãos a passear por todo meu corpo. Já deitada na cama ficamos a conversar banalidades, meu esposo acariciava-me virei-me de frente para nosso amigo e meu esposo devagarzinho começou a enfiar o pau em meu cuzinho, relaxei, deixando que ele me enfiasse tudo, estava abraçada ao amigo, as estocadas profundas de meu esposo foram me acalorando, comecei a alisar o corpo do nosso amigo, logo endureceu o pau, de ladinho me enfiou buceta adentro, os dois começaram um vai e vem ritmado me levando novamente ao auge do prazer. Caros amigos estes fatos realmente aconteceram comigo, tudo por obra de meu esposo, eu sinceramente, posso dizer-lhes que nos tornamos muito mais amigos, e agora cúmplices no amor.Agora somos eternos amantes. A ele agradeço tanto prazer. Quem quiser contatar-nos nosso e-mail é kasalamigo@ig.com.br, somos de Porto Alegre-RS, um grande beijo a todos e sejam felizes é o que desejamos de coração.

4 Comentários para “Um amigo de meu esposo me comeu”

  1. contos eroticos Says:
    Ler contos eroticos é sempre td be bom…..recomendo!!!!
  2. Joao Says:
    Adorei seu conto, gostaria muito de participar de uma orgia gostosa com o casal, sou de POA e gostaria de conhece-los. Bjs na Gostosa da sua esposa. e abs !!
  3. Joao Carlos Says:
    Adorei seu conto, gostaria muito de participar de uma orgia gostosa com o casal, sou de POA e gostaria de conhece-los. Bjs na Gostosa da sua esposa. e abs !!

    QQ entre em contato jcbelmente@ibest.com.br
    abs e bjs ao casal.

  4. jorge Says:
    Tambem acho que a vida e feita de prazeres, um delels e ver minha mulher gozando em outra pica

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing