Contos Verídicos no Face
Disque Sexo
Disque Sexo
Categorias

Vi meu cunhado comendo minha cunhada

Disque sexo

Conto enviado por: A-Ponto1990

O que vou contar é verdade, e acomteceu a + ou – menos uns 3 anos.

Bom, eu moro na região metropolitana de Curitiba-PR, tenho hoje em dia 34 anos e sou casado a 10 anos.

tenho 2 cunhadas ( irmãs de minha esposa ) qua são realmente umas delicias, mesmo sendo as duas casadas, são muito gostosas de jeitos diferentes, a mais nova é uma lourinha do tipo mignom toda delicada com pésinho e mãosinha pequeninos, branquinha com barriguinha sarrada de lipo e uma bundinha arrebitada e peitinhos médios tbm empinados e durinho de academia, é um verdadeiro tezão do tipo patricinha gostosa!

 

 

A mais velha ( minha mulher é a irmã do meio ) tem 30 e poucos e é do tipo gostosona com peitos enormes um rabo delicioso e boca carnuda.

Então, eu minha esposa uma vez ficamos umas 3 semanas na casa da minha cunhadinha mais nova, pois nossa casa estava em refoma.

Os dias passavão normais, eu so imaginando um monte de sacanagen com a minha cunhadinha enguanto admirava a beldade desfilar pela casa, Hora de shortinho, hora malha de academia, que tezão de mulher tão delicada e gostosinha até no jeitinho de falar.

Uma noite eu acordei e foi ao banheiro, como a casa dela é mto grande foi até a escada para descer ao banheiro da sala de estar, para não fazer barrulho, na escada eu ouvi uns gemidos baixinhos e logo percebi que eram ela e meu cunhado fazendo amor, desci foi até o banheiro, quando começei a subir as escadas para retornar ao quarto de hóspedes, ao me aproximar da porta de meu quarto ouvi de novo os gemidos de prazer do casal, não resisti e começei a subir as escadas com cuidado, estava todo escuro e foi chegando mais proximo do quarto , ouvia os gemidinhos de minha deliciosa cunhadinha vindo do quarto do casal, me possicionei ao lado da porta e podia ouvir os gemidos deliciosos de minha cunhada, ja estava tonto de exitação quando resolvi espiar pela fechadura, que por sorte estava sem a chave.

pode ver meu cunhado em pé ao lado da cama segurando as ancas de “Ana vou chamala assim”,que estava de quatro na cama, ele enfiava a rola até o fim e voltava devagar fazendo Ana gemer de tezão, que corpo lindo daquela femia. era a perfeição em forma de mulher, seu corpo brilhava na luz fraca do quarto dava pra ver com claresa a bundinha gostosa e a pombinha inchadinha igual a das modelos das revistas, meu cunhado ao contrário da delicadesa de Ana é um homen alto de 1,90 e forte, confesso que não imaginava que aquela ninfa delicada aguentava uma pica do tamanho da dele, e até o talo.

ele estocava eté o fundo na Ana que gemia e mordia os labios, segurando ela pelas ancas brancas, e ela rebolava na rola gemendo e dizendo algumas palavras que eu não conseguia entender.

Ela colocava a mãos no meio das pernas e alisava seu glitores gemendo e jogando seus quadris contra a pica enorme de seu marido, confesso que á essa altura estava com meu casete enorme e duro como pedra me masturbando do lado de fora, meu conhado sortudo atolava fundo a xaninha daquela bonequinha sexi e linda, ele comesou a passar algo no corpo dela , parecia um tipo de óleo que ele masageava todo corpo de Ana que a essa altura estava abraçada ao travessiro alisando e lambendo os seios. ele então começou a alisar a bunda de Aninha com óleo apertava as suas nadegás fazendo-a gemer de tezão, percebi que ele forçava o polegar no anús dela que gimia mais alto e olhava para tráz aprovando, notei quando seu dedo entrou por que Ana deu um gemido alto a colocou a mão na bunda, achei por um instante que ela iria tirar a dedo dele do seu anús, ma me surpreendi quando ela alisou seu braço e jogou o corpo para tráz gemendo alto e rebolando .

que tezão que eu estava sentindo de ver que aquela que conheci menina agora era uma mulher tão voraz e fogosa por sexo, Ana em um movimento rápido se livrou da rola e do dedo e engoliu a cabeça da pica de meu cunhado que delirou de prazer, ela lambia de cima a baixo sorvendo todo o seu proprio fluido daquele mastro enorme suas mãosinhas delicadas seguravam com firmesa a rola inhada e cabeçuda do marido que gemia com as lambidas na glande e as carícias em suas bolas, vi que ela não consguia colocar a rola toda na boca, pois era muito grossa para aquela boquinha linha de princesa, mas engolia a metade da cabeças e passava a lingua em volta da glande fazendo o maridão estremecer de prazer.

Ela voltou novamente a posição de quatro, e foi ele, desta vez que caiu de boca na xana melada, dava pra escutar o barulho dele chupando a bucetinha dela, que gemia e se contorcia em delirios de prazer, até que eu ouvi em alto e bom tom algo que dúvidava até então ouvirda boquinha da minha cunhada, ela quase gritou ” me emrraba logo “.

eu não aguentei e gozei na hora, tive que limpar todo com minha cueca. enguanto meu cunhado lubrificava a rola com uma pasta ( provavelmente vassilina ) e depois lubrificou o anelsinho dela enfiandoo dedo de leve nele fazendo ela desser de novo com pressa ” vai me emrraba “.

ele deitou-se de lado na cama e ela se colocou na sua frente de costas pra ele “na possição mais confortavel para penetração anal”, mostrando ja ter experiência no assunto, mas mesmo assim eu não estava acreditando que Ana a minha Aninha iria aguentar aquela rola descomunal no cú, me pau começou a inchar de volta de tanto tezão que sentia, ele encaichou a cabeça do pau na entrada do cuzinho de Ana que suspirou de tezão, eles se beijaram e ela começou a rebolar bem devagar na rola dele, que mordia seu pescoço, levou a mão até sua xana alizando-a devagar fazendo ela gemer e mecher os quadris com mais velocidade, ele estava imovel deixando somente Aninha se mecher e se deliciar na sua rola, ela gemeu alto quando em um movimento de quadril fez a cabeça entrar em sua bunda, meu cunhado ergueu a perna dela me privilegiando com a visão da xana de sua mulher ensopada de tezaõ e me deixando ver seu cuzinho rosado sendo devorado, começou com movimentos level e rit mados fazendo com que Ana aliza-se sua xana e seus peitos dizendo coisas sem sentido, eu via ele dizendo algo no ouvido dela que ela respondia com sofrigdão entre seus genidos, dava pra entender alguns “vai ” e “mais, quero mais” e seu pau foi sumindo todo no cuzinho de Ana que a essa altura empurava o rabo de encontro a rola que a arrombava toda sem dó.

eles ficaram assim um bom tempo, até que ela a colocou de quatro, ” e eu ja estava me masturbando como um louco de novo”, colocou o casete na porta do cuzinho e mandou pra dentro até as bolas, Ana agarrou o travisseiro e empinou a bunda e disse alto “fode com força vai” ele bumbava com força o cú daquela safada gostosa enquanto ela tocava uma sirica desesperada de olhos fechados e gemendo alto, Ana começou a gozar dando gritinhos e se controcento freneticamente, meu conhado continuou a socar com força até gozar aos urros no rabo dela, dando trancos fortes fazendo ela disser alto “ai meu cú cuidado doi”.

ela caiu ao lado dela e eu pode ver seu cuzinho todo alargado piscando e se contraindo arrombado, ela continuou de quatro e com uma toalha começou a secar a xana, seu anús se contráiu até que vi escorendo o leite branco e grosso que saia dequele anelzinho acustumado com rola .

voltei ao quarto louco de tezão, e comi a irmã daquela delicia de mulher de um jeito que fazia tempo que não comia, imaginado estar arrombando aquele cúzinho delicioso de princesinha.

È isso ai gente, espero que tenham gostado do meu relato. um bom gozo a todos os admiradores t+. rsrsrs.

 

2 Comentários para “Vi meu cunhado comendo minha cunhada”

  1. carton olivar Says:
    hum adorei esse conto cheguei bater uma punheta quando estava lendo. nota 10
  2. Renato Says:
    Adorei! Também sonho em comer minha cunhada, ela é mais gostosa que minha namorada é um cavalo de mulher. Adoro ve-la de shortinho, deve ser uma delicia achela buceta!!!

Deixe Um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing